Elemento Ar


A maior parte do oxigênio existente (99.5%) está concentrada na crosta e manto da Litosfera. Apenas uma pequena fração do oxigênio existente está contida na atmosfera (0.49%), esta percentagem representa cerca de 20% da atmosfera. Apenas uma pequena fração do oxigênio está contida na atmosfera (0.49%), esta percentagem representa cerca de 20% da atmosfera. Uma parte muito menor do oxigênio está contida na biosfera (0.01%).
Cerca de 2.500 anos atrás, os gregos antigos identificaram o Ar, a Terra, a Água e o Fogo, como os quatro Elementos da Natureza, cuja noção permaneceu até o final do século 18, quando Joseph Priestley, inglês de nascimento, químico livre e teólogo dissidente, descobriu em 1774 o Oxigênio.

Reservatórios de Oxigênio


Fluxos de Oxigênio

A maior fonte do oxigênio presente na atmosfera e biosfera é a fotossíntese que transforma dióxido de carbono e água em oxigênio e açúcar. Uma fonte adicional de oxigênio é a fotólise, onde energia proveniente de radiação ultravioleta que decompõe água atmosférica e óxido de azoto. O principal processo de remoção de oxigênio da atmosfera é a respiração. Também no processo de decomposição animais e bactérias consomem oxigênio e libertam dióxido de carbono. Devido aos minerais da litosfera ser oxidados em oxigênio, o desgaste químico das rochas expostas também consome oxigênio. Um exemplo de desgaste químico da superfície é a formação de óxidos de ferro (ferrugem). O oxigênio também tem um ciclo entre a biosfera e a litosfera. Os organismos marinhos na biosfera criam conchas de carbonato de cálcio que é rico em oxigênio. Quando o organismo morre, a sua concha é depositada no chão do mar e, enterrado ao longo do tempo para criar a rocha na litosfera. As plantas e animais extraem nutrientes minerais das rochas e libertam oxigênio durante o processo.

Ozono

A presença do oxigênio atmosférico originou a formação de Ozono e da camada do Ozono na estratosfera, cuja camada é extremamente importante para a vida moderna, visto que absorve a radiação ultravioleta nociva.

Fósforo

Uma teoria interessante é que o fósforo (P) no oceano ajuda a regular a quantidade de oxigênio atmosférico. O fósforo dissolvido nos oceanos é um nutriente essencial para a fotossíntese nos oceanos e um dos principais fatores limitativos. A fotossíntese nos oceanos contribui aproximadamente com 45% do oxigênio total livre no ciclo do oxigênio. O crescimento da população de organismos que fazem fotossíntese é limitada,  principalmente pela disponibilidade de fósforo dissolvido.
Um dos efeitos secundários das minas e das atividades industriais é o aumento dramático da quantidade de fósforo descarregado nos oceanos. No entanto, este aumento não se reflete num aumento correspondente da fotossíntese nos oceanos. Isto acontece porque um aumento da população que faz fotossíntese resulta em maiores níveis de oxigênio nos oceanos.
Os elevados níveis de oxigênio promovem o crescimento de certo tipo de bactérias que competem pelo fósforo dissolvido. Esta competição limita a quantidade de fósforo disponível para a fotossíntese nos oceanos, limitando a população total assim como os níveis de O2.


O corpo humano dentro de seus níveis de organização estrutural possui o Nível Químico que é composto de: todas as substâncias químicas necessárias para manter a vida. As substâncias químicas são constituídas de átomos, e alguns deles, como o carbono (C), o hidrogênio (H), o oxigênio (O), o nitrogênio (N), o cálcio (Ca), o potássio (K) e o sódio (Na) são essenciais para a manutenção da vida. Os átomos se combinam para formar moléculas, dois ou mais átomos unidos. Exemplos familiares de moléculas são as proteínas, os carboidratos, as gorduras e as vitaminas.

Ação Biológica

O oxigênio tem um papel vital nos processos de respiração e metabolismo dos organismos vivos. Provavelmente, as únicas células vivas que não precisam de oxigênio são algumas bactérias anaeróbicas que obtêm energia por outros processos metabólicos. No Homem, o oxigênio é absorvido para a corrente sanguínea nos pulmões, sendo então transportado até suas células onde ocorre um intrincado processo de troca. Os compostos nutrientes, dentro da célula, são oxidados por intermédio de processos enzimáticos complexos. Esta oxidação intracelular é a fonte de energia da maior parte dos animais, principalmente dos mamíferos. Os produtos finais são dióxido de carbono e água, que são eliminados pelo corpo através dos pulmões.
Aplicações

O oxigênio é utilizado  na área de saúde para o tratamento de pneumonias, enfisemas, alguns distúrbios cardíacos, e um sem número de outras doenças. Recorre-se por vezes a câmaras hiperbáricas de oxigênio para tratar vítimas de envenenamento por monóxido de carbono, ou de bactérias anaeróbicas no sistema respiratório. O oxigênio pode potenciar os efeitos da radiação nas células cancerosas, pelo que este tratamento se deve fazer em câmaras hiperbáricas de oxigênio.
A utilização de ambientes extremamente ricos em oxigênio potencia o risco de incêndio, pelo que devem ser tomadas rigorosas precauções. São inúmeras as aplicações do oxigênio na indústria. Vários tipos de maçaricos — como os oxiacetilênicos, produtores de feixes de grande conteúdo energético, que soldam ou seccionam metais; os oxídricos, que fabricam delicados dispositivos de quartzo e platina; e os de gás, úteis no tratamento de vidros — permitem a realização de tarefas específicas de solda nas indústrias de base e de construção. O oxigênio líquido, misturado a outros combustíveis é utilizado como explosivo. Certos trabalhos que exigem a permanência do homem em ambientes hostis demandam o transporte do oxigênio necessário à respiração. Submarinos, aviões, naves espaciais, prospecções minerais e geológicas a grandes profundidades são abastecidos com tanques e bombas de oxigênio quando não é possível empregar dispositivos de injeção de ar a partir do exterior.



O Ar e o Macrocosmo

O elemento ar faz parte dos quatro elementos primordiais designados pela tradição, para além do fogo, da terra e da água. Juntamente com o fogo, é um elemento com características ativas e masculinas. Associado ao vento e ao sopro, o ar é considerado um meio de elevação espiritual, representando um mundo subtil entre o céu e a Terra. O ar é o sopro vital e cósmico que se identifica com o movimento, com o Verbo e a expansão. O ar é um meio de tudo o que é volátil, o álcool, o perfume, o vinho, a luz, as cores, a energia, o voar, o som e a música. Representado graficamente por um círculo com um ponto no meio, o símbolo do ar também foi, por vezes, associado ao céu, ao sol e também ao Olho de Deus. O Ar do pensamento, o sopro, o espírito, a respiração, juntamente com a terra da sensação, a matéria, os sentidos e o corpo, formam uma correspondência em que físico e espírito, feitos da mesma substância em diferentes níveis vibratórios, podem influenciar-se mutuamente e passarem a ser um. É o elemento incorpóreo, gasoso, por isso, tem muitas associações e significados correlatos. Embora seja extremamente estável na sua forma mais pura, sua composição se altera com o aumento da altitude e em espaços fechados, onde é utilizado.




O Ar e o Microcosmo


O Ar é o elemento do intelecto, é a realidade do pensamento que é o primeiro passo para a criação. Magicamente falando, o Ar é a clara, perfeita e pura visualização de uma poderosa ferramenta de mudança. Ele é também o movimento, o ímpeto que manda a visualização na direção da concretização. O mecanismo de atuação deste Elemento no homem induz a obtenção do conhecimento e no desenvolvimento de faculdades psíquicas.  
Cérebro

Os Hemisférios cerebrais chamam-se respectivamente Hemisfério Esquerdo e Hemisfério Direito. O sistema nervoso humano está conectado com o cérebro mediante uma comunicação cruzada. De acordo com este critério, o hemisfério esquerdo controla o lado direito do corpo, e o hemisfério direito controla o lado esquerdo. Em função deste cruzamento das vias nervosas, a mão esquerda está conectada ao hemisfério direito, e a mão esquerda ao hemisfério direito. Os hemisférios são parecidos na forma externa, porém, possuem funções diferenciadas, o hemisfério esquerdo manifesta-se através do raciocínio e se expressa através da linguagem oral, e o hemisfério direito, o faz através da emoção e se expressa apenas através da linguagem visual (imagem, desenho mundo da realidade pode ser desta forma estabelecido) A Consciência é a parte lúcida em nós. Ela é a própria personalidade, podendo ser dividida em Ego, Id e Super Ego, atuando no momento presente. Sua função é ajustar o homem à realidade física e social. O Superego tem funções semelhantes, interiorizando as normas, as leis, as exigências dos pais e da sociedade. O Id, ou inconsciente, é onde estão as necessidades ou impulsos básicos do homem, os fatos não evocáveis, as vivências reprimidas ou esquecidas, as energias instintivas. Não reconhece valores, bem, mal e moralidade, não se orientando por normas sociais. Pode ser o responsável por comportamentos estranhos, devido a motivos desconhecidos e não óbvios.
Para o Espiritismo o Espírito imaterial é o ser inteligente. Quando encarnado toma o nome de Alma, esquecendo toda a experiência das vidas passadas. Entretanto, ficam a intuição ou a voz da consciência, e as tendências instintivas. O inconsciente é nossa individualidade, nosso espírito imortal completo, nosso Eu, com toda a sabedoria acumulada durante muitas vidas, à fonte da intuição. Enquanto que o consciente, uma parte do espírito, é o que normalmente denominamos de alma, nossa razão, nossa personalidade nesta vida atual. A alma instala seus sensores no hemisfério cerebral esquerdo, o verbal, sendo sua linguagem expressa em palavras; enquanto o espírito tem seus sensores implantados no direito, não verbal, simbólico, sendo sua linguagem expressa em idéias. Decorre daí a dificuldade de comunicação, enquanto encarnado, entre estas duas partes do mesmo Espírito, dificuldade esta que é temporária, sendo removida quando o espírito se afasta do corpo, seja pela morte, ou seja, nos sonhos.  
Em um compartimento do cérebro está instalada a experiência afetiva que é o constituinte dinâmico das emoções, as quais são expressas pelos pensamentos, palavras e obras.
Pensamentos: Se você conseguir equilibrar as emoções seus pensamentos terão uma condução positiva. E o primeiro passo é não viver atrelado ao passado, pois significa passou, um estágio concluído e, não é possível viver arrastando grilhões de lembranças de frustrações e arrependimentos. O segundo passo é viver um presente na plenitude e um presente bem vivido será o alicerce de um futuro realizado. O presente deve ter como alicerce a “lei da troca” que consiste em “queimar” o negativismo, a autopunição. Suas atitudes sempre estão de acordo com seus pensamentos, pois você os programou como: sou infeliz, não possuo dinheiro, sou feia, sou doente, etc. Aprenda a dizer: sou forte, capaz, rico, saudável, etc. Você pode programar sua abundância, plante e regue em seu pensamento as sementes da prosperidade e será próspero, o dinheiro chegará as tuas mãos através do trabalho honesto e suprirá as necessidades diárias para ti e teus familiares, a semente da saúde física, mental e espiritual e colherás a vitalidade, a sanidade e a fé. Aprenda a absorver do Cosmos a energia salutar, da natureza e de seus quatro elementos suas energias vibracionais e aprenda a criar o seu merecimento em receber as dádivas divinas.
Palavras: A palavra é a articulação de uma ou mais sílabas e, simboliza a vida. Se for positiva representa vida para a vida, se for negativa vida para a morte, pois é a expressão afetiva do pensamento humano com caráter, tendências e conseqüências definidos.  Muitas vezes nos expressamos movidos por pensamentos desconexos e expelimos um turbilhão de impropérios dirigidos a alguém que, muitas vezes não é merecedor de escutá-los – essa é a palavra vida - pois provém de sua energia interior e a mesma é direcionada para a morte, morte de que? Dos sentimentos de teu semelhante. A palavra deve ser sempre positiva e ter em sua formação silábica um sentido útil.
O local onde é gerada a essência de cada ordem verbal e toda sua matéria prima é composta,  de “inspiração e sentimentos” para que as experiências afetivas sejam demonstradas. Toda palavra que expressa sentimentos, tem como caráter afetivo direto. A palavra é um som que transmite vida e se houver equilíbrio interior sua palavra representará um melodioso mantra aos ouvidos de quem as escuta, gerando uma situação ou um ambiente favorável.
Em uma grande parte da humanidade falta humanização e dar à palavra a dignidade ética, ou seja, expressá-la em sintonia cósmica e reconhecer que somente através do diálogo é possível contribuir para o bem comum e o bem-estar em geral. O homem tem que agradecer todos os dias a Deus por ter recebido este dom, a comunicação verbal. Quando a palavra é positiva ela e livre sem limites, voa como o pássaro pelos quadrantes da Terra tornando-se alimento físico como os frutos e alimento espiritual como flores. São entendidas em todas as línguas e passadas de geração em geração, como vida cristalina, proporcionando aos necessitados o alento e incentivo na jornada e aos céticos uma luz para sua espiritualização.  Quando a palavra é negativa, creia, ela não vem de Deus e sim dos fantasmas que habitam a alma, dos vampiros astrais que sugam a energia benéfica transformando-a em veneno verbal. Não esqueça que a palavra por ter vida fica registrada no Astral e o eco volta e, infelizmente não acrescido de mel e sim de fel.

Obras: As obras resultam da soma dos pensamentos e as palavras. O Homem ainda está preso à vaidade e de todas as tentações terrenas e, em seu mundo fantasioso pratica suas obras em favor de seus desejos pessoais. Este homem esquece que está afeto às tentações de ordem física, ordem moral e, muitas vezes consciente ou não pratica atos que poderiam ser considerados calamidades universais. A ilusão de ser bom e caridoso alimenta seu Ego e, um pequeno exemplo seria a  esmola, doar a quem bate a porta. Não é uma obra correta, a esmola apenas crucifica mais o pedinte e ilude o doador. A verdadeira obra é revestida de doação de sentimentos e palavras, sementes que poderiam induzir o pedinte a buscar sua força interior, vencer o estágio atual e iniciar a caminhada da vitória pessoal. Obras salutares são mais amplas do que as meras fantasias e nelas não estão contidos os sete pecados capitais. O Homem tem que acordar e olhar o mundo que o circunda aprendendo o significado de palavras importantes, amor universal e solidariedade. A maior obra do ser humano tem como alicerce a fé, como paredes a caridade, como telhado a humildade, suas janelas são os olhos da alma e sua porta é a passagem para a sabedoria. Não esqueçam que existe a Escada Divina, seus degraus são incontáveis e lá no alto Deus espera seu filho para o ajuste final.


O Homem e os exercícios respiratórios

Embora não seja percebido, a respiração é o termômetro do estado emocional e mental do ser humano, pois “emoções agitadas” significam que seu processo mental está acelerado, se estiverem calmas a sensação de paz e tranquilidade se manifestarão. É necessário aprender a controlar o processo respiratório, pois contribui para um relaxamento e uma melhor análise das preocupações, com a lógica e não com a emoção.
O ato de respirar elimina as impurezas do Plano Mental e Emocional, a cada expiração são expelidos os obstáculos, a cada inspiração de “um ar novo” que significa acordar e recomeçar novos caminhos.  A observação do ato de respirar observa-se através da meditação, ferramenta esta que o homem, deveria usar pelo menos uma vez por dia, reservando minutos para recuperar o equilíbrio, após um dia de estafa física e de um stress emocional.
Aprenda a entender suas dores físicas e emocionais com sabedoria, pois são  frutos de suas emoções em desalinho, as quais sinalizam o corpo físico com a sensação de mal estar e, ao compreender as causas que ocasionaram os fatos, através da respiração será possível eliminar, pois respirar é vida e o oxigênio ao entrar no cérebro injeta vida em cada célula.
Este assunto é amplo, mas complexo, o polimento respiratório é a cura no Plano Físico/Mental/Emocional e Intuitivo, desta forma, simboliza a cura nos Corpos Sutis (Chacras).
Escolha uma Terapia Alternativa e um Terapeuta, assim como não devemos tomar remédios sem prescrição do Médico, não devem ser feitos exercícios respiratórios sem a prescrição do Terapeuta, pois ele observa e trata o Homem como um Todo e não apenas o sintoma presente.




 
O Homem e o Plano Mental

No Plano Mental o Homem desenvolve sua inteligência mental ou racional. É a mente concreta e externa no ser humano, estreitamente dependente do cérebro  e, por isso mesmo, é frequentemente chamada, em Ocultismo, mente cerebral.  Ela registra e trabalha as impressões dos sentidos, é dependente deles, basicamente é reativa. Sendo reativa, sendo condicionada e moldada por este ou aquele particular jogo de circunstâncias, não é um espaço de liberdade.
Acima desta  está a inteligência espiritual, intuitiva, que atua do interior para o exterior, sobrepondo-se à fugidia aparência fenomenal. Atua no nível das causas, compreende o âmago das coisas, contempla os universais, dirige-se à realidade interna e não à superfície dos seres e das coisas. Permite a Sabedoria Amorosa (ou o Amor Sábio). É o nível de inteligibilidade do Bom, do Belo e do Verdadeiro. É o “supraconsciente” de quase todos os seres humanos, isto é, aquilo que está acima da sua consciência normal. Formulações recentes, ainda confusas e por joeirar, sobre a inteligência criativa, a inteligência espiritual e a inteligência intuitiva, tateiam este tipo de vivência.
Abaixo da inteligência discursiva e racional, temos o que poderíamos chamar a inteligência passional, egoísta ou animal. É um tipo de inteligência toldada pelos desejos pessoais, sensorial na sua atuação, superficial, instável, caprichosa, incoerente. No entanto, é ainda o registro em que vibra a maior parte da Humanidade.




O Ar e a Religiosidade

O Homem, em sua jornada espiritual é influenciado pelos elementos em sua natureza individual, expressado por pensamentos, palavras e obras. Cada indivíduo molda formas de pensamento no astral segundo a sua própria maneira de ser, assim ela cria uma categoria de elementares artificiais. Estes são formas criadas pela mente, desta forma, o mundo astral encerra inconcebível variedade de coisas, pois ali existe uma réplica de tudo quanto há no plano físico, e muito mais, pois devem ser também levados em conta a existência daqueles elementais criados pelo pensamento das pessoas além de tudo aquilo que tem no seu próprio plano existencial.
No plano astral existem todos os elementais que correspondem aos elementos da natureza sob as suas mais diversificadas formas e também uma imensa quantidade de elementais artificiais, aqueles gerados pela mente das pessoas. Na realidade esses são formas relativamente efêmeras.
Muitas culturas do mundo incluem os quatro elementos nas suas tradições filosóficas, religiosas ou mitológicas. A maioria dessas tradições postula uma energia primaria que então se manifesta como correntes de "reduzida", conhecida como elementos, um processo que se assemelha ao funcionamento de um transformador elétrico.
O Elemento Ar em muitas religiões é considerado sagrado e, mesmo que tenha vários nomes, significa em todas – Prana ou Energia Vital, como nas Religiões: Induísmo, Cristianismo, Africanismo, Wicca, etc. Como símbolos são usados penas, leques, incensos. O uso correto do Elemento Ar faz com que o Homem se espiritualize e humanize suas funções primitivas, conseguindo assumir de forma clara e objetiva sua identidade pessoal. O homem que se transforma leve como o Ar não pesa sobre os outros, não os culpa, não os condiciona, não os prende. Ser leve é desejar para si e o mesmo para os outros.  Ar doce e refrescante de uma Primavera significa renascimento e a esperança de através do pensamento iluminar o mundo. O ar é o elemento do Evangelho de João, porque é o elemento da águia, com a sua visão aguda e crítica, sem mancha, capaz de olhar o sol de frente. Traz a luz à consciência da terra. É pelo ar que o conceito de seres criadores se materializa em nós, quando o ar do pensamento, voando, à imitação águia por cima das nuvens, traz a luz para a terra pelo canal da consciência.


O Elemento Ar é governado pelo Arcanjo Rafael

Nesse dia, você vai se conectar com a cor verde, que se relaciona com a saúde e com a força do arcanjo Rafael. Peça a Deus, ao arcanjo Rafael e aos anjos que o ajudem a superar todos os males e que concedam saúde a você e a todas as pessoas conhecidas. Peça, também, a melhora dos hospitais e o fim das epidemias e das doenças incuráveis. Agradeça a Deus, aos anjos, ao Mestre Jesus e a todos os mestres espirituais. Acenda uma vela verde e um incenso e coloque ao lado um copo com água. Ao acender a vela, visualize uma névoa verde-clara, o envolvendo seu corpo numa espiral. Retenha a respiração durante algum tempo, mas sem forçar. Quando não agüentar mais, expire lentamente. Caso esteja com problemas em alguma parte do corpo, visualize a cor verde se intensificando na região afetada. Inspire e expire várias vezes, imaginando que o ar que se renova no seu organismo. Quando a vela e o incenso tiverem acabado de queimar, beba toda a água do copo.
01. Governa - Os escritores, a inteligência, dirigem raios espirituais e curativos aos hospitais e lares, onde essa energia curativa é necessária, protegem os estudos, os aprendizados tornando as mentes abertas para boas idéias, aumentam a inteligência e a criatividade, inspira à escrita, dá sucesso nos concursos e entrevistas, proporciona boas amizades.
Invocação – “Arcanjo Rafael, Mensageiro de Deus pelos raios de Mercúrio, invoco tua hoste divina, vós que sois capazes de ordenar a inteligência humana, fortalecei a minha compreensão e discernimento acerca das incoerências da vida, quando confuso concedei-me o benefício do teu sopro em minha mente, ajudai-me a esclarecer aquilo que o meu intelecto não compreende e na dúvida, quando eu estiver perplexo diante da adversidade que compõe o UNO, socorrei-me e então poderei discernir os mistérios da vida. Seja eu convosco em sintonia, agora e para todo o sempre, amém”.
03. Horários - 7 às 8, 15 às 16, 23 às 24 h.
04. Dia da semana - Quarta
05. Salmo - 21
06. Planeta regente - Mercúrio.
07. Cor - Laranja
08. Pedra -  Turmalina Verde
10. Essência - Lavanda

O Elemento Ar é governado pelos Anjos:

Yezalel, Mebahel, Hariel, Hekamiah, Lauviah, Caliel, Aniel, Haamiah, Rehael, Ieiazel, Hahahel, Mikael, Umabel, Iahhel, Anuel, Mehiel, Damabiah, Manakel.



Ventos dos Quadrantes I


O Ar é o mensageiro da intervenção Divina e o sopro vital do Universo, energia e vigor. Geralmente ele representa o passageiro e o provisório, o elusivo e o intangível. É um dos símbolos do poder espiritual, donde se deriva a palavra inspiração, tal qual o sol, é um símbolo de criação e fecundidade. Os ventos são governados por Eolo, Deus dos Ventos, o qual os mantém presos em cavernas ou liberta-os conforme as suas conveniências. Os ventos mais conhecidos correspondem aos 4 pontos cardeais: Norte: Bóreas (mitologia grega) ou Áquilo/Aquilão (romana); Oeste: Zéfiro (grega) ou Favónio (romana);Sul: Noto/Nótus (grega) ou Auster/Austro (romana); Leste: Euro (grega e romana).
O mais conhecido destes ventos é Zéfiro por ser um vento ameno, por vezes, portador de chuva e que chega com as andorinhas para anunciar a Primavera. Sem vento, a Terra permaneceria estática. Os ventos estão intimamente ligados à vida e à natureza. Desde a ligeira brisa até a maior tempestade, são os ventos que espalham as sementes que irão criar vida nova. Cada um possui suas próprias virtudes mágicas e determinados rituais são mais eficazes se praticados durante certos ventos. Deve observar os ventos durante a prática dos rituais mágicos através de um catavento ou de um tecido amarrado em um mastro bem alto livre de árvores ao redor, para adequar seus trabalhos ao vento certo. Naturalmente, se o vento soprou constantemente do norte por toda a manhã, não adianta esperar por um vento do oeste. Ao ler as explicações abaixo sobre cada um dos ventos, tenha em mente que este não é um sistema absoluto, diferentes partes do mundo possuem atributos diferentes para os ventos. Os quatro ventos estão, ao menos superficialmente, relacionados aos elementos, e isso pode ser levado em consideração, se não esquecermos que cada um deles possui seus próprios poderes peculiares. Para um melhor entendimento é bom lembrar que o vento sopra “para e não do”. Ex: o vento é Sul quando soprado Sul e não para o Sul. Determine os pontos cardeais e aguarde pelo vento. Ao soprar, o pano se moverá na direção oposta. Assim, se o pano se move para o sul, é o vento norte que está em ação.


Vento Sul


No hemisfério norte, quanto mais ao sul se viaja, mais quente é o clima. Por esta razão, o vento sul é quente e fogoso. Simbolicamente, ele rege o meio-dia, quando o sul (ou a lua) está no ponto mais alto do céu, num período de intensa luz e calor. Por estar associado, ao elemento do Fogo, a magia do vento Sul lida com as mesmas coisas. Esse vento, no entanto, pode ser utilizado para qualquer tipo de magia. É um bom período para lançar encantamentos. Uma vez que este é um vento forte e quente, encantamentos lançados com ele recebem uma dose extra de poder. É sempre excitante e intrigante lidar com o vento Sul. A cor do vento sul é o Amarelo, o amarelo do sol ao meio dia. Vire-se para o Sul e diga: Valei-me Notus, vento do Sul tu que és energia e radiante e que simbolizas o Fogo, protege-me em meu ritual mágico. O Vento do Sul foi confiado a Uriel, Arcanjo das Profecias, Anjo dos escritores, intérprete da Lei do Retorno e, talvez por isso, nos mostre nossa "Criança Interior", estimulando-nos a conservá-la. Para tanto, tenta nos falar da inocência, da confiança, da humildade, da paciência, dos sonhos. Entre muitas outras coisas, procura renovar e fortalecer nosso entusiasmo, nossa alegria e nossa fé.

Vento Norte

O vento norte é chamado de vento da morte, mas não necessariamente da morte física, “morte” também significando mudanças, limpezas. O vento norte é frio (em termos de magia), ligado a noite e ao elemento Terra, soprando da direção do inverno e das neves profundas sobre as terras. É "seco", ou infértil, abrindo assim caminho para encantamentos de destruição. Quando o vento estiver soprando do Norte encare-o de frente e se livrará de sentimentos e situações negativas.  Este vento não favorece aos rituais de prosperidade, mas é o vento ideal para rituais de cura do corpo físico e emocional. Sua cor é o preto da meia-noite. Vire-se para o Norte e diga: Valei-me  Bóreas, vento do Norte, tu que és forte e poderoso que simbolizas a Terra, protege-me em meu ritual mágico. Vento do Arcanjo Rafael, Chefe da Medicina Celestial e representante dos Anjos da Guarda, transborda de bálsamos e de aromas para restabelecer a saúde física, mental, emocional e espiritual da humanidade. Este Vento ensina a gratidão e canta canções de agradecimento pela sabedoria que possui. Sabedoria esta que pretende derramar sobre quantos a queiram receber. Os Ventos refrescam a Terra, embalam as Águas! Apagam o Fogo, purificam o Ar! Os Ventos levam e trazem as chuvas; amenizam o calor do Sol, contam histórias. Os Ventos varrem as tristezas da Terra e trazem as alegrias dos Céus


Vento Leste


Vire-se para o Leste e diga: Valei-me Eurus, vento do Leste, tu que és belo e iluminado que simbolizas o Ar, protege-me em meu ritual mágico. Vento Leste é o Vento do Arcanjo Miguel, Vento que o ajuda na limpeza da "psicosfera" da Terra. Vento Leste, Vento de Miguel, Vento de força, de combate, de tantas vitórias! Vento que afastam as dúvidas, os pensamentos negativos e detém o Poder com Bondade e Justiça. Vento Leste, Vento de Miguel. Vento que abre a porta dourada da sabedoria e da Luz, para que possamos entrar em novos níveis de entendimento.
O vento que sopra do leste é o vento do frescor, da vida renovada, da força, do poder e do intelecto. É um vento tépido e revigorante que sopra do ponto de onde surgem o sol, a lua e as estrelas. Portanto, este é o vento que envolve novos reinícios, os novos fenômenos que surgem a partir do trabalho do vento norte. O calor provém do sol, e da centelha da criação. Os encantamentos mais bem utilizados durante o vento leste são aqueles relacionados a melhorias dramáticas, mudanças para melhor, especialmente em comportamento. Também são encantamentos do vento leste aqueles que envolvem a mente e os que envolvem o elemento do Ar, ao qual ele está magicamente relacionado. Não se aconselha praticar encantamentos de amor durante um vento oriental, a não ser que se deseje um amor muito intelectual. Sua cor é o branco. 

Vento Oeste



O vento Oeste é aquele que sopra frio e úmido. Pode carregar um pouco de chuva ou névoa enquanto sopra sobre a terra. É uma força fértil e amorosa, gentil e persuasiva. Simbolicamente, rege o poente, quando tudo está parado; o dia e a noite se misturam numa paisagem mágica de cores mudas e brisas frescas. O pôr-do-sol, assim como o nascer do sol, é um período excelente para praticar magia – principalmente se o vento correto estiver soprando. A magia da Água – amor, cura, fertilidade etc. – é excelente para o vento oeste, pois acrescenta suas próprias forças e energias àquela área. Especialmente para encantamentos envolvendo limpeza ou rituais puramente religiosos, o vento oeste é um alívio bem-vindo após as brisas secas e quentes do Sul. O vento oeste é azul como o céu pouco antes de suas luzes sumirem. Vire-se para o Oeste e diga: Valei-me Zephyrus, vento do Oeste, tu que és amoroso e esperançoso que simbolizas a Água, protege-me em meu ritual mágico. Quando o Vento vem do Oeste, traz a esperança do Arcanjo Gabriel, seu protetor, e o desejo de transmitir apenas boas notícias, conhecimentos úteis, especiais, internos. Em razão disto, coloca em nós a vontade de pensar, refletir, meditar, pois não há nada melhor para um aprendizado correto e para uma comunicação perfeita do que a introspecção.







Mitologia do Elemento Ar

Silfos

Os Silfos são provenientes da mitologia grega, espíritos que vivem tanto no ar como na água, não o ar atmosférico, terreno e físico e sim, o ar invisível,  intangível, etérico, mais sutil que o oxigênio da atmosfera. Embora apresentem sexos diferenciados, não se reproduzem, pois são compostos em sua totalidade de ar e luz. São responsáveis pela purificação do ar e por manterem a pressão atmosférica. Esse trabalho é percebido nas mudanças alquímicas do tempo e ciclos de fotossíntese e precipitação. Quando respiramos profundamente e sentimos um doce frescor no ar, estamos nos familiarizando com o fruto do trabalho deles. Esses seres são mestres, que expandem e contraem seus corpos de ar à nível do homem e do Universo, sempre mantendo a chama para o reino da mente, que corresponde ao plano ou corpo de Ar. Dentre os elementais, são os que mais se aproximam da concepção que geralmente fazemos dos Anjos e Fadas e, freqüentemente, trabalham lado a lado com os Anjos. Vários Silfos desempenham funções específicas ligadas à atividade humana, alguns trabalham para aliviar a dor e o sofrimento, outros para estimular a inspiração e criatividade. Uma de suas tarefas mais específicas consiste em prestar auxilio as almas de crianças que acabam de fazer a transição. Também atuam temporariamente como Anjos da Guarda até estarmos mais receptivos e preparados. Um Silfo é designado para acompanhar cada ser humano ao longo de sua existência,  nos ajuda a conservar e desenvolver o corpo e aperfeiçoar os processos mentais. Assim, nossos pensamentos, bons ou maus, afetam-nos intensamente. Eles encorajam a assimilação de novos conhecimentos e fomentam a inspiração. Trabalham para purificar e elevar nossos pensamentos e inteligência e também nos auxiliam a equilibrar o uso conjunto das faculdades racionais e intuitivas. No plano físico, nosso Silfo pessoal trabalha para que assimilemos melhor o oxigênio presente no ar que respiramos, bem como para manter adequadamente todas as outras funções que o ar desempenha no corpo e no meio ambiente. A exposição à poluição, fumaça, etc. afeta a aparência do Silfo e compromete severamente a eficiência de seu trabalho no âmbito de nossas vidas.  As pessoas nas quais predomina a atividade dos Silfos geralmente não colocam a sexualidade no topo de sua lista de prioridades e, freqüentemente não conseguem compreender por que isso ocorre com tanta gente. Os Silfos direcionam este ímpeto sexual e criativo para outros canais de expressão, como o próprio trabalho. Contudo, é preciso muito cuidado para não incorrer em extremos, afinal nenhum de nós pode prescindir de um equilíbrio entre os quatro elementos. A conexão muito forte com estes Elementais torna nossa mente tão ativa que ela passa a requerer constante controle e direção, pode gerar excesso de curiosidade e intrometimento, paralisar a vontade em virtude da exagerada análise mental e hiper-estimular o sistema nervoso, fazendo com que necessitemos de freqüentes mudanças. Além disso, pode ocasionar diversas formas de excentricidade, ou ainda induzir a um fanatismo acompanhado de falta de emoção e de sensibilidade. Também costuma gerar um desprendimento em relação ao que é físico e total desinteresse pelas atividades terrenas. Já a falta de afinidade com os seres deste reino, incluindo o nosso Silfo pessoal, pode distorcer nossa capacidade de percepção a ponto de eliminar o bom senso. É possível que fiquemos tão envolvidos com atividades e emoções que não sobre tempo para refletir sobre a própria vida. A tremenda falta de visão perspectiva que resulta disso pode debilitar gravemente o sistema nervoso e, sob essas condições, a curiosidade e imaginação tornam-se escassas ou mesmo inexistentes. A conexão com nosso Silfo pessoal facilitam a assimilação de novos conhecimentos, pois ele trabalha conosco para expandir a sabedoria. Também são úteis na proteção do lar e propriedades em geral, porque sua abundante energia confunde as mentes de possíveis intrusos, preocupando-os e fazendo com que pensem duas vezes antes de invadir o espaço alheio. A sintonia com o silfo pessoal confere acesso ao reino dos arquétipos. Ajuda a coordenar e verbalizar nossas percepções. Estimula a liberdade, o equilíbrio mental e uma saudável curiosidade. A maneira mais eficaz de controlá-lo é por meio da constância. Uma abordagem consistente e determinada da vida é indubitavelmente a melhor de todas, pois só ela assegura o pleno cumprimento de nossas resoluções.
Muitas são as lendas sobre os Silfos, segundo os antigos, seu trabalho era modelar os cristais de gelo, formar os flocos de neve e reunir as nuvens. Nestas tarefas seriam auxiliados pelas Ondinas, que complementam os compostos. Moram nas mais altas montanhas, sua fêmeas são as Sílfides e seu Rei é chamado de Peralda.
Se você necessitar soluções no que se refiram ao plano mental como a criatividade, análise, reflexões, novas metas se conecte com os Silfos queimando juntos os incensos de alfazema, acácia, sândalo e erva cidreira, fazendo sua oração: Eu (seu nome) te saúdo Elemental do Ar, que simbolizas os quatro ventos e os quadrantes, peço que limpes minha mente de todos os obstáculos visíveis e invisíveis para que meu poder mental promova as ferramentas necessárias para realizar meu decreto (dizer o que deseja) com sabedoria. Faça uma concentração inspirando e expirando profundamente por três vezes e diga: Eu (seu nome) agradeço sua proteção.




Fadas

Todos devem lembrar  uma frase  pequena, apenas com três palavras que conduzia a criança à um estágio de encantamento: “Era uma vez...”.
Foram inúmeros os contos de Fadas que embalaram nossos sonhos infantis, que induziram nossa mente à criatividade, ao desejo de ser uma linda princesa ou um formoso príncipe e, principalmente, de habitar um castelo encantado, acompanhados por todos os seres  que as histórias descreviam. Crescemos, passamos por diversos estágios, alcançamos a maturidade, mas não esquecemos este mundo de sonhos, até porque cada um de nós conserva sua criança interior que impulsiona a esperança quando nossos desafios são penosos. Abençoados sejam os seres que através da literatura infantil aconchegaram nossas noites de medo e, por certo, continuarão acompanhando nossas amadas crianças.
A palavra  “fada”  entre os povos:
- Latim  - “fatum” (destino, fatalidade, fado)
- Francês – “fée”
- Inglês – “fairy”
- Italiano – “fata”
- Alemão – “fee”
- Espanhol  - “hada”
A fada é um ser mitológico, característico dos mitos célticos, anglo-saxões, germânicos e nórdicos que explica a origem dos espíritos do seguinte modo: quando o gigante Yamir morreu, de seu cadáver, emergiram milhares de vermes. Esses vermes, imediatamente, se transformaram em espíritos uns positivos (espíritos da luz) e outros negativos (espíritos das trevas). O primeiro grupo das quais as fadas fazem parte, é formado por espíritos benignos e felizes. O segundo grupo que vive em regiões subterrâneas é formado de seres malévolos que personificam o espaço maldito das coisas e seres demoníacos que se opõem à divindade.
A Fada é um ser mágico e, desta forma, são as criaturas mitológicas mais populares de todos os tempos, a elas atribui-se dons mágicos, bondade, proteção, magia, enfim, um mundo de fantasia em contos de fadas.
O Folclore registra que residem nas matas, pastagens, perto de córregos e riachos, cavernas, florestas e parques. É observada sua presença quando sentimos que alguém nos observa e não vemos ninguém, como se um inseto nos tocasse, como o exalar  de um perfume ou quando observamos objetos brilhantes.
 Muitas lendas são contadas e as Fadas, aparecem como personagens das histórias de contos medievais de cavalaria e, até os dias atuais, na literatura moderna. Cada cultura as divide e as batizam com nomes correspondentes a sua área de atuação. Por serem inteligentes são as mais poderosas de sua espécie, possuidoras de grande talento, usando de magias poderosas para encantar os seres humanos.
O vestuário das fadas varia de acordo com sua energia e isto as distingue. Algumas são coquetes e escolhem adornos, outras usam túnicas brancas vaporosas. Não é por casualidade que escolhem o branco, pois o mesmo identifica a cor da pureza e mostram que estas fadas são benéficas e protetoras do ser humano. Outras vestem o verde, a cor da natureza que permite que possam se confundir com as flores. Outras preferem peles de animais, são guardiãs dos bosques e entendem a linguagem dos animais, por isso os protegem. Outras preferem ficar nuas, tem afinidade total com a natureza e sabem controlar as chuvas e os ventos. Outras preferem adornos, jóias e vestidos bem coloridos.

Creio em Fadas
Nas doces imagens de minha infância
Quando para adormecer me contavam estórias
Que embalavam meu inocente sono,
Sem saber que as mesmas, fizeram parte da história
De povos, que em sua época, cultuavam estes seres mágicos.
Creio em Fadas,
Nas desenhadas por mãos hábeis, envoltas em luzes
Que dançam e cantam, afastando nossos pesadelos,
Aquelas que realizam sonhos e vivem em castelos encantados
Que como um passe de mágica encanta a vida com alegria.
Creio em Fadas,
Porque creio em Deus, na Natureza circundada de Magia
Em seres com desígnios especiais em um plano invisível,
Porque creio nos espíritos, com uma missão definida,
Para cuidar dos três reinos, criação Divina.
Creio em Fadas,
Fadas são energias e energias não se rotula
Seus nomes foram escolhidos no mundo da fantasia
Onde moram os sonhos, que habitam o recôndito da alma
Para transpor a realidade da vida, nua e crua,
Fantasia que serve de âncora para o sedento e famito
Que entre as brumas do destino espera a sorte,
Na varinha de condão de sua Fada Madrinha. 



As Fadas e a Magia
Os pedidos para as Fadas devem ser feitos  junto às flores, riachos, lagos ou grutas ou deixando as janelas abertas para recebê-las. Estão distribuídas entre os quatro elementos, de uma forma geral são divididas em duas categorias Fadas brancas -  São as que estão em uma escala hierárquica superior de acordo com suas virtudes e ideais, vestem-se com roupas claras e branco para simbolizar a bondade  a pureza. Cuidam de castelos e dos arbustos que consideram sagrados. Sua missão é ajudar a todos que estão perdidos no caminho iluminando sua mente e seus corações. Fadas Escuras - vivem no subterrâneo, mais freqüentemente debaixo colinas e não por serem más, pois habitam lugares escuros das nossas casas como vãos de escadas e porões. No lugar de temer estas fadas, devemos ser espertos e buscar sua amizade. As que vivem dentro de nossas casas irão nos proteger e abençoar, as que moram fora, no pátio,por exemplo, cuidarão de nossa propriedade e ajudarão fazendo com que nossas plantas e árvores cresçam fortes, permitindo ainda, que encontremos alguma pedra ou tesouro que nos auxilie nos trabalhos de magia.A energia das fadas geram estímulos além do normal, é tão intensa que confunde os sentidos e altera nossos estados de consciência.
As fadas aprenderam à controlar parte das energias do Universo e por virtude de não estarem limitados por barreiras físicas,são capazes de demonstrar muitos desses poderes.
As Fadas não dispõem de meios significativos de ataque ou ofensa, portanto, para auto defesa, contam com outras habilidades, as quais incluem: glamour, levitação, invisibilidade, mudança de forma, capacidade de trazer boa sorte ou azar, agilidade e perícia artesanal, os dons musicais, controle sobre o tempo e fenômenos atmosféricos, conhecimento dos grandes segredos da cura, energias telúricas e tesouros ocultos, capacidade de induzir sono e estados alterados de consciência.
De acordo com a Alquimia, as fadas apresentam a mesma forma volátil do mercúrio, ou uma forma terrena de energia lunar: nem sólida, nem totalmente fluídica. O mercúrio é considerado a representação terrena do verdadeiro estado mágico feérico. São as mensageiras da alma, representando a liberdade espiritual. São ainda, criaturas de aspirações e transcendência, voando entre o céu e a terra, entre o corpo e o espírito liberto.

A Fada Madrinha também faz parte da Mitologia, é aquela que outorga graças e dons especiais aos recém nascidos e continua os protegendo por toda a vida de maneira diferente. Os ancestrais das Fadas Madrinhas foram às três Mães Célticas que residiam em lugares especiais e mágicos, como as fontes das águas curativas e poços sagrados. Conservam a luz do cristal para promover caminhos claros e seguros para a humanidade.



Fases da Lua propícias para rituais com Fadas
Desenvolva sua energia mental para aprimorar os dons que as Fadas lhe conferem através das Fases da Lua. Independente da fase, a Lua tem seu ápice no terceiro dia. Observe atentamente a Tabela Anual das Fases da Lua para executar os Rituais. Você deverá ter flores da estação em um vaso perto da porta de entrada e um doce ao pé de uma árvore no jardim ou plantada em vaso.
Lua Minguante - Boa para rituais relacionados à saúde, eliminação de obstáculos, dissiparem energias negativas, términos de relacionamentos.

Lua  Crescente - Lua para determinar crescimentos nos negócios, favorece o desenvolvimento e a expansão. Favorece também o inicio de empreendimentos   Também é propicia para esclarecimentos de mal entendidos.

Lua Nova - Momento de interiorização e de trabalhar os medos. Não é recomendável para rituais. Boa para meditar sobre novos projetos, organização de atividades do dia a dia.
Lua Cheia  - Para rituais de prosperidade em geral. È  considerada uma Lua de grande poder. Boa para lançar feitiços de amor. A lua cheia também é um período de oscilações emocionais.
Lua com o Halo Azul  - Não é recomendada para fazer rituais.
Tapete de Sereia (Lua Cheia) -  Lua que com o reflexo no mar, parece que se forma uma espécie de passarela. Excelente para rituais de busca aos seus desejos.
Lua Enevoada - É quando nuvens passam pela lua encobrindo-a parcialmente. Rituais de eliminação e limpeza. Ideal para rituais de perdão e mágoa.
Lua Azul - Conhecida como a Lua das Fadas. Ela é a segunda lua cheia do mês. Excelente para rituais de Amor e de realizações de desejos.

Lua com Chuva - Não é aconselhável fazer ofertas. Excelente para despertar a alegria e para a purificação.

Lua de Sangue - Lua perigosa. Precede rituais de morte. Convém ter atenção a sua energia.  Não é positivo realizar rituais.

Meia Lua - Rituais para colocar ordem ao caos. Boa lua para realizar evocações.

Fases da Lua em 2010 a partir de outubro


Outubro
Out 01 03:52
Quarto Minguante
Out 07 18:44
Lua Nova
Out 14 21:27
Quarto Crescente
Out 23 01:36
Lua Cheia (30,0')
Out 30 12:45
Quarto Minguante
Novembro
Nov 06 04:51
Lua Nova
Nov 13 16:38
Quarto Crescente
Nov 21 17:27
Lua Cheia (30,8')
Nov 28 20:36
Quarto Minguante
Dezembro
Dez 05 17:35
Lua Nova
Dez 13 13:58
Quarto Crescente
Dez 21 08:13
Lua Cheia (31,7')
Dez 21 08:16
Eclipse total da Lua
(meio do eclipse)
Dez 28 04:18
Quarto Minguante


Banquete das Fadas
Para manter contato com as Fadas seu coração deve estar transbordando de bondade e paz interior. E você tem que entender de espiritualidade e um pouco da magia branca para ter êxito em seus pedidos.
Em uma noite de Lua Cheia tome banho de energização com 3 litros de água da fonte, do rio ou cachoeira, uma pedra de peridoto e uma pedra da lua (virgens) com 49 pétalas de violeta e com 7 gotas dos óleos de:  amêndoas, limão, jasmim, violeta, lavanda, laranja, Ylang-ylang. Peça licença a Fada que governa o mês correspondente e invoque a Fada que desejar. A seguir vá até um bosque ou jardim e faça um pequeno círculo com 21  flores chamadas prímulas. Dentro do círculo coloque um punhado de tomilho e ao lado um cesto com seus alimentos. Este ritual não deverá ser feito no Inverno, pois as Fadas dormem igual aos animais e as plantas e não lhe atenderão.
Oração das Fadas
Salve a energia dos Quadrantes e suas Fadas, éteres divinos que de uma forma mágica atendem nossos pedidos. Que o tilintar de tuas asas afastem o malefício que nos circunda. Que tuas flores ornamentem minha vida terrena e que todos os aromas purifiquem minha vida espiritual.

As Fadas e o Zodíaco
Áries - Fada Morrigu - Fada-Deusa guerreira, alta, esbelta, de cabeleira castanha e de rosto que apresenta finos traços angulosos. Confere aos seus nativos os dons: ousadia, força e valor na luta contra o mal.
Ritual para proteção: realizar uma oferenda de leite de vaca adicionando igual quantidade de farinha de cevada.

Touro - Fada Licke - É uma fada cozinheira pequena e gordinha, de caráter pacífico e com sentimentos amorosos para com os seres humanos.
Confere aos seus nativos os dons: da fartura e da abundância. Ritual para proteção: ofereça-lhe uma moeda dourada que não deve ser usada até o mês seguinte ou realize uma oferenda de carne cozida que deve ser colocada debaixo de uma árvore frondosa.
Gêmeos - Fada  Habetrot - Anciã de aspecto desagradável, com nariz grande, dentes tortos, cabelo desalinhado. Possui natureza bondosa e é protetora das fiandeiras da fronteira escocesa, a quem ajuda em seu ofício. Confere aos seus nativos os dons: paciência e precisão no trabalho artesanal. Ritual para proteção: ao realizar a invocação pronunciando seu nome, a pessoa deverá sentar-se sobre uma pedra furada no centro, lugar onde habitam essas fadas.

Câncer – Fada Oonagh - Seu cabelo dourado chega até o solo e veste um traje de teia de aranha com gotas de orvalho, que brilham como diamantes. Confere aos seus nativos os dons: brilho pessoal, dignidade e confiança. Ritual para proteção: faça um amuleto com a madeira da árvore de sabugueiro, escreva o nome da Fada e pronuncie: Anciã, dai-me um pouco de tua madeira, e eu te darei um pouco da minha quando me converter em árvore.

Leão -
 Fada Slky Brownie -  Uma mulher de 90 cm de altura, que veste roupas esfarrapadas da cor parda, de rosto moreno e abundante cabeleira. Assume as responsabilidades domésticas, faz diligências e dá bons conselhos. Confere aos seus nativos o dom: do trabalho nas tarefas cotidianas. Ritual para proteção: ofereça pasteizinhos caseiros recobertos de mel, que deve ser deixados cuidadosamente em um lugar onde possam ser encontrados casualmente.

Virgem - Fada Leanan Sidhe - É uma fada de beleza deslumbrante; aparece toda vestida de branco e apresentando um longo e brilhante cabelo dourado. Confere aos seus nativos os dons: proteção nos relacionamentos, inspiração aos poetas  cantores. Ritual para proteção: Fazer seu pedido pronunciando as palavras como se estivesse cantando.

Libra - Fada Dama do Lago - É a fada-rainha de uma ilha de donzelas, situada no meio de um lago encantado aonde o inverno não chega nunca e ninguém conhece a dor. Confere aos seus nativos os dons: poder mágico que cura a dor, o dom da valentia para enfrentar a adversidade. Ritual para proteção: Colocar uma taça de água clara e limpa em um local que fique a noroeste da casa, renovar a água antes que turva.
 
Escorpião - Fada Meg Mullach -  Seu nome significa “a peluda”, por seu abundante pêlo. Apresenta pele escura, rosto enrugado, não possui nariz e mede em torno de sessenta centímetros.  Dirige as criadas da casa e serve as comidas como por arte de magia. É a melhor aliada na organização de festas. Confere aos seus nativos os dons: entusiasmo e ânimo festivo e transmite vitalidade e sabedoria popular. Ritual para proteção: escutar música e dançar enquanto faz seus pedidos.

Sagitário -  Hada Ellyllon - É uma fada diminuta que se alimenta de cogumelos e da manteiga que as fadas extraem das raízes das árvores velhas. Confere aos seus nativos os dons:  entusiasmo pelo trabalho, prosperidade e afugenta a má sorte. Ritual para proteção: frite cogumelos com manteiga e coloque embaixo que qualquer árvore ao lado de uma vela verde acesa.

Capricórnio - Fada Rainha Mab -  É uma linda fada diminuta que possui uma carruagem que é conduzida por insetos e  governa as fadas de fazem nascer os sonhos. Confere aos seus nativos o dom: realização de nossos sonhos e nossas metas financeiras. Transforma nossos sonhos em realidade. Ritual para proteção: Deixe em qualquer jardim um pratinho com leite e enterre três moedas douradas e faça seus decretos.
Aquário – Fada Gwragged Annwn – É uma fada aquática bela e desejável, de longos cabelos de fios dourados. Confere aos seus nativos os dons: Beleza e sedução às mulheres, sensibilidade e segredos de medicina aos homens. Ritual para proteção: Vestindo uma roupa azul, vá até a borda de um lago e deposite na beirada um saboroso pão quentinho.
Peixes - Fada Grig -  É do tamanho de um grilo, a alegre fada aparece vestida de verde e com um gorro cônico vermelho na cabeça. Confere aos seus nativos os dons: da alegria e generosidade. Ritual para proteção: uma oferenda de maçãs pequenas que se depositam nos ramos de uma árvore.



Banquete para as Fadas

Alimentação
A alimentação das Fadas também varia de acordo com a cultura dos Povos, mas em geral, tem o mesmo bom gosto.
Água: Por ser um Elemento básico, as fadas preferem a água pura e natural, sem elementos químicos. Para oferenda tente sempre coletar água da chuva, do orvalho ou de fontes naturais. Pode-se usar a água mineral sem gás.
Cerveja: Esta é uma das bebidas preferidas pelos seres feéricos. A fabricação da cerveja é um processo que requer a bênção dos seres feéricos, especialmente se queres que tenha um bom sabor.
Chás: Os seres feéricos gostam de chás, especialmente aqueles que são feitos de camomila, sassafrás, pêssego, maçã, baunilha.
Especiarias: Os seres feéricos sentem verdadeira atração por especiarias aromáticas como o gengibre, o louro, o tomilho, a canela, a alfavaca-cheirosa, alecrim.
Frutas: Tradicionalmente, a primeira e a última fruta de uma árvore frutífera se deixa como oferenda para a energia feérica. Os seres feéricos gostam de todos os tipos de frutas, como maçãs, pêras, pêssegos, ameixas, etc.
Mel: O gosto pelo doce é plenamente satisfeito com o mel, mas prefira oferecer-lhes o mel silvestre
Pastéis e doces: Como as crianças, as fadas têm necessidade de açúcar que pode ser saciada com pastéis e doces.
Produtos Lácteos: Devido à sua associação com animais de fazendas e com o primeiro ordenho de Imbolc, os seres feéricos apreciam as oferendas de leite, manteiga, queijo, etc. Talvez porque o leite está associado à Mãe, é um dos produtos favoritos desses seres. Se o leite derrama, não se aborreça, pois é considerado uma oferenda para os seres feéricos.
Sucos: Os sucos preferidos pelas fadas são os doces como o de maçã, uva e cereja.
Vegetais: De modo igual que ocorre com as frutas, a primeira e a última parte de uma colheita, como o último talo do milho, se deixa como oferenda às fadas. Além do milho, há outros vegetais dos quais esses seres disfrutam especialmente, incluídos as cenouras, os tomates, os pepinos, os feijões e os cereais em geral. Quando picares verduras, deixe o último pedaço e enterre-o na terra como oferenda para as fadas. Elas lhe serão muito gratas!
Vinhos e Licores: Certos seres feéricos das casas têm como tarefa à proteção da adega, o armazenamento de cervejas, vinhos e licores. A tarefa de elaboração do vinho, assim como da cerveja, é um processo ao qual os seres feéricos podem ajudar ou dificultar. Eles sempre apreciam uma oferenda de vinhos e licores que podem ser usados em suas celebrações.
Flores
Junto aos Alimentos devem ser ofertadas as flores de acordo com seus pedidos. As flores tem uma linguagem própria, cada uma traz uma mensagem oculta.
Houve uma época em que a humanidade, menos apreensiva pelas guerras e menos materializada pela mecanização da vida, costumava expressar seus sentimentos e pensamentos por meio de flores. E com o passar do tempo, nasceu uma arte que se chamou a linguagem das flores. A origem dessa arte está no Oriente. Era no tempo dos harens, quando um jovem podia mandar à eleita, ramos de flores, sem necessidade de escrever uma carta, sempre comprometedora. A composição das flores desse ramalhete dizia mais, sem palavras, que uma carta. E vem desse tempo a significação que se deu às flores e aos frutos.
Amarilis (açucena) – Orgulho. Acácia Amarela - Representa um amor secreto (amante). Acácia Branca ou rosada - Contância, elegância. Alfazema (lavanda) – Desconfiança. Anêmona – Abandonado. Amor-perfeito – Pensamento. Azaléia Branca – Romance. Azaléia rosada - Amor à natureza. Botão-de-ouro - Infantilidade, ingratidão. Bico-de-cegonha - Devoção constante. Camélia Branca - Beleza perfeita. Campainha – Perseverança. Campainha-roxa - Valor constante, persistência. Campânula - Submissão, mágoa. Campânula-branca – Esperança. Camélia  branca - Beleza perfeita. Camélia Rosada - Grandeza de alma. Camélia Vermelha – Reconhecimento. Centáurea – Sensibilidade. Capuchinha – Patriotismo. Cardo – Represália. Cravo amarelo – Desdém. Cravo Branco - Amor ardente, ingenuidade, talento. Cravo Rosado – Preferência. Crisântemo  rosa - Estou apaixonado.  Crisântemo amarelo - Amor frágil. Crisântemo branco - Verdade, sinceridade. Crisântemo vermelho - Eu amo. Coroa Imperial - Majestade e poder. Dália Amarela - União recíproca. Dália Rosada - Delicadeza, sutileza. Dália Vermelha - Olhos abrasadores. Dedaleira – Falsidade. Dente-de-leão – Oráculo. Flor de alecrim - A tua presença dá-me forças. Flor de aloésObscenidade . Flor de castanheiroPerfídia. Flor de laranjeiraVirgindade. Flor de lis - Beleza atraente. Flor de pessegueiro - Amor conjugal. Flor de romãzeiraAmizade e sincera. Flor de sabugueiro - O meu sofrimento vai. Genciana - És injusto. Gerânio escarlateConsolo. Gerânio de rosaCapricho. Gerânio silvestre - Devoção constante .  GiestaDesesperança. Girassol – Altivez. Goivo - Fidelidade no infortúnio. Hera – Fidelidade. Íris – Mensagem. Íris amarelo - Fogo de amor. Íris azulConfiança. Íris branco - Esperança. Fidelidade. Jacinto – Mágoa. Jasmim  amarelo – Desilusão. Jasmim brancoAmabilidade. Junquilho Desejo. Jacinto azulConstância. Jacinto branco - Beleza discreta. . Jacinto  púrpuraMágoa. Junquilho – Desejo. Lilás - Primeiras emoções de amor. Lilás amareloFalsidade. Lilás brancoInocência. Lírio do Vale - Volta da felicidade. Lírio amareloFalsidade. Lírio azul - Beleza caprichosa. Lírio silvestre - Regresso à felicidade. Lírio vermelho - Quem espera, desespera. Madressilva - Índole meiga. Malva rosa - Ambição feminina. Margarida  pequena branca – Inocência. Margarida pequena amarela - Vou pensar. Margarida grande amarela - Amas-me? Margarida grande  branca - Esqueço o que aconteceu. Magnólia - Amor à natureza, simpatia. Miosótis - Amor sincero, fidelidade. Narciso silvestre - Afeição e fidalguia. Narciso – Vaidade. Nenúfar - Pureza do coração. Orquídea - Uma bela dama. Papoula - Extravagância fantástica. Peônia – Vergonha. Rosa amarela - Ciúmes. Infidelidade. Rosa brancaSigilo. Rosa sem espinhos - Não posso resistir. Rosa vermelha - Amor apaixonado. Tulipa - Declaração de amor. Tulipa amarela - Amor sem esperanças. Tulipa vermelha - Declaração de amor. Sempre-viva - Declaro-te guerra. Verônica - Fidelidade feminina. Violeta – Modéstia.
Flores favoritas das fadas:
 Avelã - Crisântemo - Erva de São João - Gerânio - Jasmim - Lavanda - Lilás - Lírio - Maçã - Margarida - Orquídea - Prímula - Romã - Romero - Rosa - Sálvia - Tomilho - Trevo de quatro folhas – Verbena. 


Fadas dos Quatro Elementos

A maioria das fadas está ligada a cultura britânica e celta, porém é possível encontrá-las no mundo todo. De Norte a Sul, de Leste a Oeste, na África, na Ásia ou nas Américas, uma vez ou outra encontramos provas de sua existência. Em muitos casos, até podem ser as mesmas fadas com distintos nomes, mas quase sempre com as mesmas habilidades.
Fadas do Fogo - Controlam absolutamente o Fogo. Seu elemento é o fogo, que tanto cria como destrói. Assim são seus poderes, tanto destroem árvores, mas uma nova vida pode crescer em seu lugar. Sua estação é o verão e aparecem ao meio-dia.
Fadas do Ar – As fadas do ar representam inteligência e o domínio da mente e controlam os ventos. Se o ar se descontrolar cobra com muita força através das tempestades e vendavais trazendo a destruição. As fadas do ar são maiores em estaturas e sua cor é amarela.  Sua estação favorita é a primavera. São as mais conhecidas em todo reino mágico, costumam viver nos bosques, arroios, grutas e troncos ocos de velhas árvores. A maioria sai à noite e intervém nas flores desde a semeadura, na forma, no aroma. Elas vivem em um universo paralelo, dizem que jamais envelhecem, vivem em torno de 1000 anos e logo simplesmente desaparecem. São extremamente belas e são parecidas com as donzelas humanas. Possuem orelhas pontiagudas igual aos Elfos, sua pele toma as cores de acordo com a vibração em que vivem, chegam a ser translúcidas. Como todas as fadas amam a música e gostam de cantar, são sociáveis e gostam de estar acompanhadas. Sua Rainha é a Fada Titânia.
Fadas da Água - As Fadas da água controlam as águas do mar, principalmente em dias de tormenta. Seu trabalho ajuda a controlar grandes maremotos, prestam grande ajuda ao homem em alto mar. Estas Fadas representam: emoções, limpeza e purificação. Também é encontrada nos rios, lagos, cascatas, poços, fontes. Amam especialmente as águas em movimentos como as que surgem de cascatas, cataratas.
Fadas do Elemento Terra - As Fadas da Terra vivem nas florestas da  onde buscam abrigo entre os galhos das árvores mais altas. Elas adoram juntar e guardar objetos e procuram se esconder das criaturas muito inferiores. Podem conceder poderes como o da pele endurecida, a habilidade de criar alimento magicamente ou de entocar-se no solo, a abundância e a prosperidade.



Fada Aguane (Elemento Água)

Fada que possui forma e medida humanas, com aspecto sedutor. Possui uma longa cabeleira, doce voz e grandes seios que alcançam até o joelho. Seu único defeito é ter os pés voltados para trás. Habita a zona italiana de Trentino. Só é visível às sextas-feiras e junto aos rios, já que elege esse dia para em suas margens colocar sua roupa para secar. Ela é considerada a defensora da natureza e pode voltar-se contra aqueles que contaminam as águas onde vive. Então pode trocar a forma, convertendo-se numa mulher muito velha e feia que ataca os homens. Inclusive pode chegar a enrolar seus longos cabelos nas pernas do indivíduo e arrastá-lo para o fundo das águas e matá-lo. Em algumas regiões dos Alpes recebe os nomes de Vivene, Pantegane e Bregostene. É uma fada associada fertilidade.

Fada Aine (Elemento Água)

Fada que habita com sua irmã Fenne nas margens do Lago Gur de Gales. É uma mulher muito bela, de longos cabelos dourados que se penteia junto à margem com um pente de ouro. Ela era adorada na véspera do Solstício de Verão (HN) e aparecia na noite de São João. Rainha do reino encantado, fada do amor, da fertilidade e do desejo. Possui um caráter benévolo, porém deve-se ter cuidado ao invocá-la, pois ela possui o poder de converter as pessoas em animais. Seus símbolos mágicos são: égua vermelha, plantações férteis, o gado e o ganso selvagem. Ritual: Para chamá-la bata três vezes no tronco de uma árvore com flores brancas.

Fada Anna (Elemento Terra)

É uma fada-rainha dos ciganos húngaros. Ela é descrita como uma mulher muito bela e escuros olhos e pele negra. Habita um recôndito e oculto castelo, onde guarda grandes riquezas. Essa fada nos presenteia com muita prosperidade e sucesso profissional. Ritual: para esse ritual, você precisará de uma pedra, uma vela vermelha e um galho de árvore grosso de uns 25 cm. Acenda a vela e observe a chama queimando por alguns instantes, depois pegue o galho e talhe nele as palavras: sucesso, dinheiro, ou aquilo que se dispõe a conseguir de bem material. Agora apanhe a vela e cubra a pequena pedra e as palavras que escreveu no galho com cera quente. Experimente então, a fronteira da consciência onde se encontram a cera quente (elemento fogo) e os objetos que representam a terra. Para encerrar o ritual, enterre a vela o galho e a pedra.

Fada Anjana (Elemento Terra)

É a fada que personifica a bondade. Possui rosto belo e atrativo com cabelos longos e muito finos cabelos claros e de pele branca. Mede entre cinqüenta até cento e sessenta centímetros de altura. Aparece vestindo uma túnica comprida na cor branca, usa sandálias e geralmente leva em uma de suas mãos um bastão colorido com propriedades mágicas. Adorna seus cabelos com guirlandas de flores silvestres de diversas cores. Seu alimento é mel e frutas do bosque. Ajudam a encontrar o caminho de volta a todos aqueles que se perdem em seus bosques. Socorrem os enfermos com uma bebida milagrosa, cuidam dos rebanhos e limpam as fontes e os arroios. Dizem que as Anjanas conhecem a linguagem da natureza e podem conversar com os animais e as fontes. Premiam as pessoas generosas e de bom coração. Vive em grutas ou covas secretas onde guardam fabulosos tesouros. É a fada que tem o poder de conceder desejos e de curar.

Fada Araptes (Elemento Terra e Água)

Fada natural da Sibéria. É uma jovem muito bonita, com tamanho semelhante de uma mulher normal e de graciosas formas. Vive nas proximidades das correntes de água. É protetora da natureza. Ritual: Ofereça um pãozinho de centeio com um pouco de mel. Coloque a oferenda ao pé de qualquer árvore.

Fada Argay (Elemento Água)

Argay tem o poder de emitir vibrações de sucesso e autoconfiança. Pode ser invocada para nos livrar de pensamentos negativos, para nos ajudar a sair da depressão e para termos uma visão da vida mais clara e mais otimista. Ritual: a cor dessa fada é azul, portanto acenda uma vela azul com seu nome escrito de cima para baixo e faça um pedido. Pode acender um incenso de flores.

Fada Arianrhod (Elemento Água e Ar)

Fada galesa marinha que habita as profundezas dos lagos. Estão unidas ao destino dos homens. Seu refúgio é um castelo no fundo da água, onde guarda seus conhecimentos sobre o futuro de cada pessoa. Ela representa os elementos Ar e Água. Na tradição celta, essa fada é uma Deusa que se apresentava de dupla forma, como Virgem e Mãe, Padroeira da Lua, da Noite, da Sexualidade, da Justiça, da Magia e do Destino. Mais tarde, é apresentada como uma Deusa-Mãe, girando a Roda de Prata e transformando-a em uma barca lunar. Seus símbolos são a Lua Crescente, as estrelas e os raios da lua. Ritual de proteção: Vista uma peça do vestuário na cor verde-claro nas sextas-feiras.

Fada Arifa (Elemento Terra)

Fada doméstica natural de Marrocos que se dedica a cuidar das famílias com as quais convive, pois sente especial predileção por eles. É uma fada associada à prosperidade e abundância. Ritual: Ela gosta muito de restos de bolo de aniversário, portanto quando realizares esse tipo de festividade lembre-se de guardar um pedaço para ela. Deve colocar o pratinho ao lado de um vaso bem florido.

Fada Aril (Elemento Ar)

Fada que impera sobre os ventos portadores de novidades. Sua graça e leveza favorecem as relações eficazes e duradouras. Os protegidos dessa fada sabem o que fazer para alcançar os seus propósitos, já que Aril os dota de poderes para desenvolver a inteligência e a capacidade de expressão. Com pouco esforço, ela o ajudará a ser um grande líder. Proporciona êxitos imediatos, mas também pode levá-los mais rápido do que o vento, se você não for merecedor. É  a Princesa dos Espíritos Silfos que nos presenteia com a sua vivacidade e bom humor. Em cada sucesso alcançado, sente-se o hálito de Aril. Os Silfos (elementais do ar) são os espíritos guardiões de março. Quando chove durante a noite, há uma festa dos silfos. Os antigos acreditavam que as chuvas e tempestades de março eram benéficas e mágicas, trazendo bênçãos dos céus. Recolha dessa água e use-a em suas magias.

Fada Asrai (Elemento Água)

Fada aquática muito bela e delicada, que habita os rios e lagos da Grã-Bretanha. Mede em torno de vinte centímetros de altura. Seus cabelos são longos e de coloração verde e seus pés são cobertos por uma membrana, semelhantes aos pés dos patos. Somente sai de noite e quando não há lua cheia, pois a luz pode causar-lhe um dano irreparável. Por isso, se há um mero fragmento de luz, volta a submergir na água. Se tiver contato direto com o sol se converte em um charco de água e desaparece. Ritual: A Fada Asrai é a protetora de nossos sonhos, evitando que tenhamos pesadelos. Para conseguir sua proteção acenda uma vela verde à margem de um rio ou lago, em uma noite de lua minguante.

Fada Áurea (Elemento Terra e Ar)

Áurea é a fada que habita a flor conhecida como botão de ouro. É descrita como uma menina de cabelos loiros e aspecto sonhador e romântico. Usa um vestido feito com sedosas pétalas amarelas e apresenta duas asas duplas de borboleta. Essa fada proporciona melhoria aos enfermos e ajuda a aumentar o amor próprio. Conta com a particularidade de ter em suas asas um pó semelhante aos dos lepidópteros e sem o qual não poderiam voar. Ritual: Siga a primeira borboleta que passar em sua frente, aguarde até que ela pose em uma flor e, pedindo licença para natureza, leve-a consigo como um talismã.

Fada Banshee (Elemento Terra)

Fada irlandesa cujo nome significa "Mulher Fada". Adota o aspecto de uma mulher anciã, de rosto muito enrugado e feio, com o cabelo de cor vermelha e tez muito pálida. Possui um só dente na boca, seu nariz é demasiado grande e seus peitos totalmente desproporcionais, que caem até os joelhos. Seus olhos são de cor vermelha e sempre estão chorando. Aparece vestida com roupas verdes e uma capa cinza. Seu grito é presságio de morte para quem o escuta ou para um membro de sua família. Ela é conhecida também com os nomes de "Pequena Lavadeira do Valo" por que pode ser vista lavando as vestes de quem vai morrer. Também existe nas Terras Altas da Escócia, e ali recebe os nomes de "beannighe" ou "bean nighe".

Fada Befana (Elemento Ar)

O nome Befana é derivado do epifania da palavra, o nome italiano para o festival religioso do Epiphany. Antes da tradição do Papai Noel, as crianças italianas recebiam presentes na noite de natal da fada Befana. Mas isso, se houvessem se comportado bem durante todo o ano, caso contrário a fada deixava carvão no lugar dos brinquedos. Sua lenda está vinculada com o nascimento de Jesus Cristo. Conta-se que uma noite viu no céu uma estrela de luz muito brilhante e em seguido apareceram à sua porta uma caravana conduzida por três homens sábios que convidaram Befana para juntar-se a eles. Mas a fada estava tão ocupada que recusou o convite, mas em seguida arrependeu-se. Preparou uns presentes para o menino recém-nascido, pegou a vassoura para ajudar à mãe a limpar o lugar e partiu. Procurou e procurou pelo bebê Jesus e cansou-se. Foi então que anjos surgiram da luz brilhante da estrela e fizeram com que Befana voasse pelo céu, montada em sua vassoura. Mesmo assim, a fada não encontrou o bebê divino, mas continua procurando até hoje e, a cada ano, na época do Epiphany, ela vai de casa em casa onde haja uma criança para ver se é a que procura. Embora nunca seja Befana deixa um presente para cada uma. De alguma forma sua procura não é em vão, pois o espírito do Menino Jesus pode ser encontrado em todas as crianças. Ritual: Befana também gosta de receber um agrado, portanto na manhã de Natal bem cedinho, coloque na janela um vaso com flores de natal, junto com balas e doces.

Fada Bianca (Elemento Terra)

A fada Bianca é descrita como uma menina de cabeleira ruiva coberta com um gorro de folhas com forma triangular. Seu corpo é de uma criança e veste-se com roupas singelas. Ela é considerada a fada protetora dos bebês. Ritual: Deixe embaixo do berço do bebê um copo com água e mel.

Fada Branwen (Elemento Ar)

Fada irlandesa considerada a Senhora da Primavera. É uma mulher jovem, muito esbelta, que se apresenta vestida de verde, se adorna com pedras preciosas e cobre a cabeça com um penacho de flores de variadas cores. Cuida e protege a fecundidade das mulheres. Só podemos vê-la quando vem a primavera, já que quando acaba a estação ela desaparece. Seu animal de poder é o corvo branco. Ritual de Proteção: As sextas-feiras usem uma roupa de cor rosa ou acenda um incenso de rosas.

Fada Bukura (Elemento Terra)

Fada albanesa muito poderosa, cujo nome significa "Beleza da Terra". Possui grande beleza e é muito benévola. Se mostra sempre disposta a ajudar os homens em qualquer de suas atividades. Algumas vezes aparece associada ao subterrâneo, apresentando aspectos demoníacos. Ela é também um símbolo da felicidade. Ritual: Peça-lhe para lhe trazer muita sorte no amor escrevendo em um papel azul uma poesia. Depois o coloque na gaveta onde guarda suas roupas íntimas.

Fada Cailleach (Elemento Terra)

Fada das Terras Altas da Escócia, onde é considerada a Rainha do Inverno, justamente porque só pode ser vista nessa época do ano. Sua forma é de uma mulher jovem e bela, com uma longa cabeleira branca e rosto azulado pelo frio. É benévola com os homens. No dia de Cailleach, 01 de novembro, peça que leve embora todo o mal de dentro e de fora de você, escrevendo num papel o que acreditar que é ruim, queime então o papel na chama de uma vela de cor escura, e em seguida lave as mãos com água e sal.

Fada Caoineag – (Elemento Terra)

Fada das Terras Altas da Escócia, que pode se ouvir gemer na escuridão junto às cascatas, sem poder vê-las. Ela é descrita como uma mulher de pequeno tamanho, trajando um vestido curto de cor verde e com uma touca branca na cabeça. A tradição escocesa considera que escutar seus lamentos é sinônimo de desgraça familiar, ou premonição de uma morte. Como não se pode vê-las ou aproximar-se delas, é impossível pedir-lhe três desejos, como se faz com as demais banshee. Ritual: como novembro é o mês escolhido para homenagearmos os mortos, o ritual a ser feito é uma visitação aos túmulos de nossos ancestrais e adorná-los com lindas flores, agradecendo a fada Caoineag por acompanhar com carinho nossa família e pedir que quando for a nossa vez de acompanhá-la, que nosso sofrimento seja breve.

Fada Carlin (Elemento Terra)

Fada escocesa considerada a Rainha do Outono. Aparece como uma jovem muito bela, esbelta, aparece vestida de folhas secas e musgo. Adorna-se com frutos da estação encontrados nos bosques. Só aparece no outono e gosta de dançar entre as árvores, levantando e criando redemoinhos com as folhas secas. Ritual: Para atrair essa fada escute músicas com flauta e dance chamando seu nome.

Fada Cliodhna (Elemento Ar)

Cliodhna é uma fada-gaivota. Seu nome significa algo bem formado, pois ela é a mulher mais bonita que já se viu quando toma a forma humana. Uma grande onda do mar a varreu para longe, para o Outro Mundo das terras encantadas, a um lugar na costa Sul da Irlanda. Por causa disso, ela governa a nona onda de cada série de ondas. Ela também possui três pássaros mágicos, os quais cantam nos sonhos dos doentes, fazendo-os melhorar. Além dos pássaros, possui como símbolo a maçã. Ritual: Entre em alfa e visualize três pássaros dourados voando sobre você. Escute o som de seu canto e depois peça saúde e proteção para você e toda a sua família. Como oferenda jogue sementes de girassol ao ar livre para que os pássaros possam comê-las.

Fada Dama de Castro (Elemento Terra)

É uma fada galega que habita um palácio de cristal situado debaixo de algum castro, ou seja, as torres derrubadas da Galícia (construções celtas muito antigas). A Dama de Castro ou a Dama Encantada é uma mulher jovem e muito bela, que às vezes, aparecia na forma de um animal, ajudava e atendia a todos que passavam perto de sua vivenda. Ela sempre prefere aparecer quando sabe que a pessoa se encontra em algum aperto ou está asfixiada por alguma desgraça, daí ela anuncia-se assim: -"Não tenhas medo, pois sou a Dama do Castro!" E depois oferece a ajuda ou um conselho para que a pessoa possa resolver seu problema. A generosa Dama também é protetora das crianças, que estando sós, possam correr algum perigo.

Fadas Damas Brancas (Elemento Terra)

Família de fadas natural do norte da Europa, sobretudo da Alemanha, onde recebem o nome de "Weisse Fragüen". Vivem em regiões próximas de castelos antigos, nas pequenas aldeias e em árvores e arbustos. São altas e esbeltas, de aspecto muito agradável. Possuem uma grande luminosidade branca em torno de todo o corpo e é por isso que se diz que elas possuem um corpo que parece imaterial. Estão sempre vestidas com a cor branca e cobrem a cabeça com um véu também de cor branca. Há quem as considerem como fantasmas das fadas. São fadas benévolas e identificadas com as boas fadas. Ritual: Coloque pétalas de uma flor branca dentro de um pratinho com água na porta de sua casa, pedindo renovação de energias e muito amor.

Fadas Damas Verdes (Elemento Ar)

Família de fadas muito etéreas que são as que têm contato com o ar. Alguns investigadores as consideram elementais do ar. Só habitam os castelos em ruínas em seus jardins, por isso, sua vestes são de cor verde. São altas, belas e graciosas. Vivem, sobretudo, na zona leste da França e na Inglaterra. Seus deslocamentos são muito rápidos e para realizá-los aproveitam o impulso do vento. Uma das mais famosas é a Dama Verde de Caerphilly, que transforma-se em planta quando tem que abandonar o castelo em ruínas onde habita, aparecendo como hera. Ritual: Traga uma plantinha nova para sua casa e cuide dela com muito carinho.

Fada  Davey (Elemento Ar)

A fada Davey possui um rosto infantil e seu olhar revela os impulsos elementares de sua atividade. Adorna-se com uma coroa de pétalas de margarida e um colar das mesmas flores. Possui grande energia que é capaz de compartilhar com quem a vê.

Fada Daisy (Elemento Terra)

A fada Daisy é descrita como uma menina de rosto infantil e loira. Usa uma blusa da cor verde, graças a qual pode camuflar-se entre as folhas e ervas. Representa a beleza, a fidelidade e a pureza.

Fada Deive  (Elemento Água)

Fada lituana de tamanho semelhante a uma mulher normal, muito bela, com grandes olhos azuis e cabelos compridos, Ela gosta de ajudar as mulheres quando estão próximas de dar à luz e cuidar de seus filhos.

Fadas Donzelas Cisnes Elemento Água e Ar)

A história das Donzelas Cisnes, é conhecida em todo o mundo, porém na Grã Bretanha é encontrada principalmente nos contos de fadas célticos. Possivelmente as histórias mais relatadas, sobretudo quando se quer relacionar uma fada com um homem e contar uma história de amor entre ambos, que geralmente não acaba bem. As fadas em forma de cisnes viajam a maioria das vezes, aos pares, ligadas por uma corrente de ouro e prata. Quando pousam na terra, tiram sua plumagem e parecem nuas, perto de lagos ou cursos de água. O cisne é uma das formas mais usuais que tomam as fadas, porém também podem aparecer como pombas ou perdizes. As fadas cisnes são portadoras da felicidade.

Fada Ellyllon (Elemento Terra)

É uma fada diminuta que vive no País de Gales e se alimenta de cogumelos e da manteiga que as fadas extraem das raízes das árvores velhas. Vivem nos bosques, perto das colinas, em regime de comunidade. Essa fada restitui a força e o entusiasmo pelo trabalho. Conduz ao caminho da prosperidade e afugenta a má sorte. Ritual para obter seus favores: frite cogumelos com manteiga e coloque próximo de que qualquer árvore ao lado de uma vela verde acesa.

Fada Fiemme

Fiemme é a fada protetora das crianças, amante do fogo, que adora fazer fogueiras com ervas aromáticas. Ritual: Acenda uma vela vermelha para seu filho (a) e  mentalize todo seu amor e peça  Fada  proteja de qualquer dano físico. Para adicionar mais proteção a toda família, visualize um dragão adormecido com seu luzidio corpo verde enroscado em torno da sua casa.

Fada Fylgiar

A Fada Fylgiar é conhecida na mitologia nórdica por ser muito brincalhona. Acredita-se que toda fada escolhe um protegido, um familiar, com o qual se une desde o nascimento, acompanhando-o por toda a vida. Segundo as lendas, Fylgiar avisava sobre os acontecimentos, tanto os bons quanto os ruins, podendo chegar inclusive a revelar como será sua morte. A Fada serve ao seu protegido, tornando sua vida cheia de milagres, surpresas e o ajuda a descobrir o desconhecido.
Fada Holda (Elemento Terra)

É uma fada alemã doméstica que ajuda as famílias que habitam as casas onde escolhe para viver. Ela é a fada protetora contra intrusos, falsos amigos e energias negativas que possam afetar a saúde da família. É muito leal e laboriosa. É conhecida também pelo nome de "werre". Ritual: compre um sinhinho de metal e ate-o com uma fita azul no alto da porta de entrada. Toda vez que uma visita indesejada for a sua casa, basta soar três vezes o sino para invocar  Holda. Depois, deves limpar o sino com essência de frutas em sinal de agradecimento por sua proteção.

Fada Brigid (Elemento Fogo)

Deusa-Fada irlandesa associada com a época de nascimento dos cordeiros e com a vinda da Primavera. Conhecida como uma fada do lar, que representava o fogo sagrado, a cura, a poesia e a inspiração. Também era protetora dos ferreiros. Foi tão amada pela Igreja primitiva que acabou convertendo-se em Santa Briget da Irlanda. Seus símbolos são a haste e a roca de fiar, a chama sagrada, o pote de fogo e seus sapatos de latão. Ela foi a primeira a usar o assobio para chamar alguém à noite. Ritual de Proteção: Acenda um incenso de verbena ou uma vela laranja, em uma quarta-feira, pedindo luz e sabedoria.

Fada Geraldine (Elemento Ar)

Geraldine é descrita como uma jovem menina morena, de rosto ovalado que denota sua delicadeza e sensibilidade. Apresenta-se sempre vestida com as cores do gerânio. Essa flor, unida às fadas, é símbolo de fidelidade, vigilância e longevidade.


Fada Girle (Elemento Terra)

Girle é uma fada doméstica, que aparece unicamente à noite para ajudar a completar os trabalhos que os fazendeiros deixaram de concluir durante suas tarefas diárias. Está diretamente associada com a prosperidade das famílias que escolhem para viver. Deve ser invocada sempre que estivermos passando por um grave problema financeiro. Ritual: faça ou compre um pão pequeno coberto com sementes de gergelim e deixe sobre a mesa da cozinha em uma cestinha ou prato branco. Mas antes, chame-a pelo nome e conte-lhe sobre as dificuldades que passa no momento.

Fada Glaisting (Elemento Água)

Fada inglesa aquática conhecida como a "Mulher Cinza". Pode adotar diferentes formas de animal, fundamentalmente a cabra, embora geralmente se apresente sob a forma de uma mulher fascinante que possui metade do corpo humano e a outra metade de cabra. Veste uma túnica comprida da cor verde que cobre suas patas caprinas. Ela é por vezes, considerada perigosa e cruel e gosta de seduzir os homens que a vêem, atraindo-lhes com sua beleza para fazê-los dançar até que enlouquecem para depois beber seu sangue. Há duas Glasting muito especiais, que têm nome próprio. Trata-se de Marga Powler e Juanita Dientes Verdes. Ambas se caracterizam por ser de cor verde e por arrastar as pessoas ao centro das correntes da água as pessoas, onde as afogam.

Fada Glastings (Elemento Terra)

Fada irlandesa doméstica de caráter benévolo. Ela gosta de entrar em contato com os anciões e as crianças. Também costumam vigiar os rebanhos da propriedade das famílias com quem vive, para que não escape nenhum animal. Glasting é uma fada amável que nos apóia e nos ajuda quando mais necessitamos. Ela favorece ainda a resolução de problemas e obtêm resultados positivos de situações repentinas. Ritual: Durante todo o dia, coloque três flores azuis num vaso e faça pedidos.

Fada Gwragged Annwn (Elemento Água)

Pertence a família das donzelas do lago, é uma fada aquática bela e desejável, de longos cabelos de fios dourados. É uma ninfa que vive no fundo dos lagos e só sai de vez em quando para pentear seus cabelos nas margens, sendo muito difícil contemplá-las, já que ao menor ruído voltam para água. Essa fada é muito sábia e conhece as propriedades das ervas medicinais. Ritual para obter seus favores: vestindo uma roupa azul, vá até a borda de um lago ou rio e deposite na beirada um saboroso pão quentinho.

Fada Habetrot

Habetrot é uma fada protetora das fiandeiras na fronteira escocesa. Dizia-se que qualquer vestimenta feita por ela era um remédio que curava todas as enfermidades. Ela apresenta-se como uma fada anciã de aspecto desagradável, com nariz e lábios muito grandes, dentes tortos, cabelo desalinhado. Habetrot vive debaixo de uma pedra, numa caverna, perto de um rio, onde há outras anciãs fiando. Ritual para obter seus favores: Você deve encontrar uma pedra e acender ao seu lado, uma vela azul. O espírito da fada estará na pedra, que se tornará um grande talismã.

Fada Habundia (Elemento Água)

A Fada Habundia é responsável pela chuva, neve e a umidade da terra. Pode ser vista na beira dos rios e lagos. Ela era considerada uma fada associada à fertilidade humana e a prosperidade, pois protegia as colheitas e os rebanhos do povo rural. Ritual: faça você mesma um bolo qualquer, corte um pedaço e encha um cálice com água e mel, procure uma grande e velha árvore e deposite a oferenda. Saia sem olhar para trás.

Fada Ham (Elemento Terra)
Fada da Noruega de caráter doméstico, invisível para todos, podendo ser somente vista pela pessoa que ela acompanha e permanece por toda a vida. É um tipo de fada madrinha que ajuda em diferentes tarefas que o afilhado deva realizar.

Fada Hamingia (Elemento Terra)
Fada irlandesa que acompanha por toda a vida um indivíduo, sendo sempre invisível. Ela só aparece no momento da morte da pessoa. É muito semelhante à Ham da Noruega.

Fada Holda (Elemento Ar e Água)

Fada alemã doméstica que ajuda as famílias onde escolhe viver. É conhecida também pelo nome de "werre". É a Rainha dos Silfos, os seres etéreos que habitam o ar, é similar a Deusa Frigga dos nórdicos, personifica o tempo. Quando neva se diz que a fada Holda está agitando sua capa de penas É uma fada de inverno que apresenta o aspecto de Anciã da Lua. Entre as tribos norte-germânica, dizia-se que ela cavalgava com Odin na Caçada Selvagem. O azevinho lhe foi consagrado. Governa o destino, as artes, a magia negra e a vingança.

Fada Huldra – Elemento Terra

Fada escandinava do bosque, de grande beleza e linda voz. Ela gosta muito de cantar canções melodiosas e ajuda nas tarefas domésticas dos agricultores, sobretudo cuidando do gado.

Fada Sereia Havmand (Elemento Água)

Sereia que habita a costa da Groenlândia. É descrita como uma mulher muito bela com cabelo muito longo e de olhos verdes ou negros. Ela gosta de ficar sentada nas rochas da costa.

Fada Irene (Elemento Ar)

Fada da rosa silvestre, arbusto espinhoso, mas muito apreciado por suas propriedades medicinais que tem, pertence às fadas das flores de outono. Apresenta-se como uma criança de pele morena com uma túnica presa por uma cinta de tom alaranjado. Possui asas de borboleta e seus pés estão sempre descalços. Ritual: Irene é uma fada-criança. Para trazer para dentro de sua casa toda a sua alegria lhe ofereça um prato com doces e balas, que deve ser deixado em um jardim perto de sua casa.

Fada Iris – (Elemento Ar)

Fada que aparece em diferentes culturas européias, nas quais se relaciona com o arco-íris. Pode voar pelos ares como  mensageira celeste. Chega com um vestido com as cores do arco-íris e com asas totalmente transparentes, que ao serem agitadas, permitem ver refulgir as diferentes cores. Vive só e dificilmente é visível aos olhos humanos. O arco-íris era a ponte que ligava o Outro Mundo (Asgard) com a Terra (Midgard). Ritual: Desenhe em um papel virgem um arco-íris e o pinte com as 7 cores. Logo abaixo escreva um desejo à lápis e deixe-o embaixo da primeira árvore que passar em seu caminho. Seu desejo será levado até a fada Iris.

Fada Joan – (Elemento Terra)

Joan é uma fada muito serviçal e ajuda todas as pessoas que se perdem no campo, ajudando-os a encontrar o caminho. Ela pode ser invocada ainda, quando necessitarmos fazer uma escolha ou tomarmos uma decisão na vida, do tipo escolher uma profissão, trocarmos de emprego, etc. É Joan que dita o melhor dos destinos e nos acompanha nas difíceis escolhas. Ritual: frite um pastel de queijo e passe-o em uma calda de mel. Depois o coloque em um pratinho branco e deposite como oferenda em qualquer praça ou jardim próximo de sua casa. Depois é só aguardar e ouvir a voz de seu coração, ou seja, da voz soprada pela fada Joan.

Fada Jurasmate – (Elemento Água)

Fada aquática que vive na Lituânia. Dedica-se a cuidar dos seres marinhos. Se você tiver algum peixinho ou tartaruguinha de estimação é a ela que deve invocar para cuidar de sua saúde.

Fada Kasagonaga – (Elemento Água e Ar)

Fada argentina que habita zonas aquosas dos Pampas. Recorda muito mais um Elemental do Ar do que uma fada por seu poder sobre os fenômenos climatológicos. Ela possui poder sobre os ventos e possui a capacidade de atrair a chuva. Ritual: Escreva três pedidos em um papel azul e depois o queime em uma vela azul. As cinzas devem ser jogadas na água e a vela deve queimar por inteiro.

Fada Khadem Quemquama – (Elemento Terra)

Fada marroquina que gosta de vigiar as crianças enquanto dormem e pode fazê-los despertar, causando susto e pranto.

Fada Koddinhaltia (Elemento Ar)

Fada que habita as zonas agrícolas da Estônia e Finlândia. Ela gosta de ajudar nas tarefas do campo e as famílias com as quais vive. Cuida e protege os agricultores.

Fada Kolyada (Elemento Água)

Fada centro-européia que somente aparece durante o inverno, quando a neve já cobriu os campos. É vista vestida com roupas brancas, por isso é muito difícil de vê-la.

Fada Korrigan – (Elemento Água)

Fada guardiã das fontes e dos arroios da costa atlântica espanhola e francesa. Mede sessenta centímetros. Têm o corpo bem proporcional, com cabelo longo e vermelho. Saem dos prados para dançar nas noites de lua cheia, quando concedem as águas poderes curativos. Ritual: Consiga uma pedra qualquer e coloque dentro de uma bacia branca. Aguarde que chova e deixe-a na rua por 24hs. Na manhã seguinte, retire a pedra e guarde-a como talismã. A água deve ser jogada num vaso de plantas ou em um jardim.

Fada Laura (Elemento Água)

A fada Laura é considerada a lavadeira de sua comunidade, já que é quem recolhe, lava e perfuma as roupas de suas companheiras. Ela pertence ao grupo de fadas de flores de jardim e é descrita como uma menina de rosto doce, magra, vestida com um traje curto da cor malva como a lavanda e uma saia feita de flores dessa planta. Seu sorriso é de otimismo e afeto. Ritual: Para agradá-la coloque um pratinho com mel na janela.

Fada Leanan Sidhe – (Elemento Ar)

Leanan é uma fada irlandesa muito bonita, sendo considerada por alguns autores como a Lhiannan-Shee da Ilha de Man. Ela sempre aparece toda vestida de branco e apresentando um longo e brilhante cabelo dourado. Essa Fada é também protetora dos namorados favorecendo os idílios e evita pequenas discórdias que atrapalham a felicidade do casal. Ritual para obter seus favores: Invoque-a mediante a recitação dos seguintes versos: “Fada loira e Dama Brilhante, traga o amor que para mim foi destinado”. Depois acenda uma vela cor-de-rosa e deixa-a queimar até o fim.

Fada Lhiannan  - (Elemento Terra)

Fada da ilha de Man. De caráter malévolo, é descrita como uma mulher de longos cabelos loiros, que se faz visível quando quer. Sua visão é irresistível aos homens. Acompanha um homem por toda a vida e pode fazê-lo ficar louco.

Fada Licke (Elemento Terra)

Licke é uma fada-cozinheira inglesa, pequena e gordinha, de caráter pacífico e com sentimentos amorosos para com os seres humanos. É mencionada na Lista das Fadas de Allies. Sendo uma fada cozinheira, oferecendo-nos os prazeres da fartura e da abundância. Ritual para obter seus favores: ofereça-lhe uma moeda dourada que não deve ser usada até o mês seguinte ou realize uma oferenda de carne cozida que deve ser colocada debaixo de uma árvore frondosa.

Fada Limetree (Elemento Terra)

Fada inglesa muito rápida, de pequeno tamanho. É muito bela e produz a quem a vê a sensação de calma e doçura. Vivem perto do tronco das árvores mais anciãs.

Fada Lunantishee – (Elemento Terra)

Família das fadas encarregadas de cuidar dos arbustos do abrunheiro-bravo e não permitem que ninguém corte um ramo no dia de Todos os Santos, nem em 1 de maio. Se alguém se atrever a cortar um ramo dessa árvore, a vingança de alguma das Lunantishee não deixará de produzir-se.

Fada Mab – (Elemento Ar)

É uma linda fada diminuta que possui uma carruagem que é conduzida por insetos e é governante das fadas que fazem nascerem os sonhos. Ela é a parteira que com sua magia assiste o nascimento de todos os seres feéricos. Da mesma forma, para os humanos, favorece todas as formas de renovação e renascimento. Mab é a rainha dos Elfos que moram nas raízes das árvores. Coloque oferendas (podem ser frutas doces e pedrinhas coloridas) na raiz de uma árvore. Essa fada favorece todas as formas de restabelecimento e faz acelerar a realização de nossos êxitos financeiros.

Fada Maya – (Elemento Terra)

Maya é a fada do trevo amarelo que compõe um grupo de fadas de flores silvestres. É descrita como uma menina de olhar compreensivo, que expressa harmonia em seus olhos, enquanto deixa entrever um tímido sorriso em sua boca. Maya representa toda a doçura do mundo natural das flores do campo. Ritual: Acenda uma vela amarela com seu nome gravado de cima para baixo e um incenso de flores. Depois pode fazer mentalmente um pedido.

Fada Mbrina – (Elemento Ar)
Mbrina é uma fada doméstica que pode adotar a forma de uma mariposa noturna ou uma lagartixa e gosta de viver nas zonas mais escuras e escondidas de nossas casas. É uma fada de transmutação, que igual aos gatos sagrados transmutam energia negativa em positiva. Ritual: Para chamar sua atenção deixe à noite um pratinho de leite com mel em um cantinho bem resguardado de sua casa.

Fada Meg Mullach  (Elemento Fogo)

Meg Mullach é mencionada pela primeira vez em as "Miscellanies" de Aubrey como uma fada que habitou muito tempo o castelo de Tullochgorm, propriedade dos Grants de Strathspey. Seu nome significa “a peluda”, por seu abundante pêlo. Apresenta pele escura, rosto enrugado, não possui nariz e mede em torno de sessenta centímetros. Dirige as criadas da casa e serve as comidas como por arte de magia. É a melhor aliada na organização de festas. Essa fada infunde entusiasmo e ânimo festivo, transmite vitalidade e sabedoria popular. Ritual para obter seus favores: Enfeite seus vasos de flores com pequenos laços de fita vermelhas.

Fada Melhor (Elemento Ar)

Melior é a fada filha de Presina e irmã de Melusina. Ela foi castigada pela mãe guardar até o fim dos tempos um gavião prodigioso em um castelo da Armênia. Mas ela não se conformou com seu destino e valendo-se de suas artes mágicas foi morar com suas outras duas irmãs na Ilha de Avalon. Melior é a Dama dos Silfos que contagia nossas vidas com muita alegria, favorecendo também os êxitos duradouros.

Fada Morrigan -  (Elemento Água, e Ar)

Morrigan é uma das formas que toma a antiga Deusa guerreira irlandesa Badb. Ela está associada com a vara de comando da rainha, bancos de areia, vegetação oceânica, raias e baleias. Seus símbolos são as árvores ao longo da linha da praia e, especialmente, árvore de cipreste, conchas do mar e corvos. Morrigan possui inúmeros poderes e quando invocada ajudará a todos, principalmente às mulheres, a realizar sua própria magia. Use sua forma como a de corvo ou gralha (figuras ou imagens), e velas pretas como uma ferramenta mágica. Dia 30 de outubro é o dia de Morrigan, patrona das Sacerdotisas. Acenda um incenso de absinto e uma vela de cor escura, pedindo renovação. Quando a vela de cor escura queimar por completo, acenda uma vela laranja. Essa fada confere as virtudes do brilho pessoal, da dignidade e da confiança. Ritual para obter seus favores: faça pequenos travesseirinhos de algodão e no dia 16/07 coloque-os dentro das flores, local que serve de dormitório para as fadas. No dia seguinte, eles estarão impregnados com a magia das fadas e serão ótimos talismãs.

Fada Nanny Blue (Elemento Água)

Nanny Blue é uma pequena fada inglesa, que na noite de 21 de fevereiro pode entrar em seus sonhos e presentear-lhe com mensagens reveladoras e fantásticas. Nessa noite, durma com um carretel de linha azul no lado esquerdo da cama.

Fada Nunui (Elemento Ar)

Nunui é uma fada da Amazônia que possui um lindo rosto, mas é bem obesa de corpo. Ela cuida da natureza e dos animais. Devemos invocá-la sempre que nosso jardim ou animais domésticos estejam doentes. Ritual: para convocá-la basta chamar seu nome e deixar um pequeno presente em qualquer jardim. Jogue balas de mel, ou moedas de chocolate em qualquer vaso florido.

Fada Nubhy (Elemento Ar)

Nubyh é uma fada muito poderosa para outorgar sabedoria. É também simpática, gentil e bondosa. Uma grande mãe que podemos contar em todas as horas mais difíceis de nossas vidas. Devemos invocá-la sempre que tivermos dúvida sobre qualquer situação, pois ela lhe ajudará a seguir o melhor dos caminhos. Ritual: Acenda uma vela verde e chame seu nome em voz alta. Escreva seu problema em um papel branco à lápis e depois queime o papel na chama da vela. Jogue as cinzas em qualquer jardim e aguarde os resultados.

Fada Oonagh (Elemento Ar)

Fada irlandesa que governa todas as fadas do Oeste. É muito bela, tem o cabelo dourado muito comprido, tanto que chega quase até o solo. Aparece sempre vestida com um traje prateado que brilha como se fosse bordado de diamantes, porém são gotas de orvalho que lançam lampejos.

Fada Paradis (Elemento Fogo)

Paradis é a misteriosa fada-rainha do universo do fogo. Nos ajuda a superar os obstáculos mais difíceis ao ser invocada. Todos os protegidos dessa fada possuem o dom de superar ou contornar dificuldades e obter um êxito inesperado. A Rainha dos Espíritos das Salamandras tem a propriedade de destruir a maioria dos obstáculos que encontramos na vida.

Fada Ruchella (Elemento Fogo)

Ruchella é uma fada muito pequena e gulosa. Ela circula em torno da casa, espiando nas janelas com medo de entrar. Quando, por fim, entra, vai direto para cozinha, procurar algo doce para comer. Quando tratada com carinho, essa fada protegerá toda a mulher grávida que habita a casa. Cobrindo-a com seu manto, não deixará que nada altere o bom desenvolvimento do feto até o parto. Ritual: invocar três meses antes, oferecendo-lhe todas as noites de lua cheia dos respectivos meses, um pratinho com leite, acrescentando algo doce como: mel ou chocolate em pó. Coloque o prato em um canto da cozinha e, todas as manhãs,  jogue fora na pia a oferenda da noite anterior e recoloque uma nova.

Fada Selkies (Elemento Água)

Fadas próprias da Escócia e das ilhas próximas a sua costa, Orcadas e Shetland. Possuem forma humana, embora vistam uma pele de foca para poder viver entre os arrecifes e nas profundezas marinhas, adotam qualquer dos sexos, porém gostam de aparecer como uma jovem de grande beleza quando se desprendem da pele de foca e caminham pelas praias. Elas atacam os barcos dos pescadores para vingarem-se das focas que foram mortas por suas mãos. A fada da pele de foca pode apaixonar-se pelos mortais como nenhuma outra, porém ama o mar e pode abandonar o marido e os filhos para retornar ao lugar que considerada como seu único lar. A Selkie favorece os amores apaixonados e duradouros. Ritual para obter seus favores: Ofereça uma flor branca às ondas. Se não puder estar junto ao mar, coloque uma flor em um prato com água, sal e pétalas de flor branca. Peça renovação das energias e muito amor.

Fada Tansy – Elemento Terra

Tansy faz parte a série de fadas das flores silvestre dentro de uma lista criada pela estudiosa e artista inglesa Cicely Mary Barker (1895-1973). É descrita como uma menina de olhar atento, cujo rosto inspira confiança e serenidade. Considerada muito trabalhadora, gosta de viver em comunidade. Veste-se com roupas feitas das folhas do tanaceto, levando na cabeça uma coroa feita também com as folhas da planta.

Fada Urgandia – Elemento Terra
A fada Urgandia tutela o universo das grutas e montanhas de quartzo em seu estado mais puro. É por isso, que a poderosa Fada Urgandia favorece a força física e a resistência, proporciona à todos que a invocarem o êxito material completo. Ritual: Encontre uma pedra qualquer, acenda uma vela verde ao seu lado. Depois que a vela queimar por completo, guarde a pedra como talismã da sorte.

Fada Xinaun – (Elemento Ar)

É uma fada chinesa que vive escondida em seu palácio nas montanhas. Sua casa é de cor púrpura e ela guarda tesouros. Gosta de adornar seu vestido com plumas e dançar a luz da lua. Pra transladar-se de um lado a outro se disfarça de nuvem. Sua missão é outorgar força e ousadia.

As Fadas que Protegem o Lar

Ban-tee: estas palavras têm o significado literal de dona de casa. As fadas Ban-tee podem ser encontradas a vigiar as crianças e os pequenos animais de estimação. Dizia-se na antiguidade que executavam todas as tarefas das mães quando estas estavam demasiado cansadas ou enquanto dormiam. Nessa altura eram elas que protegiam as crianças, evitando que corressem qualquer tipo de risco. A fada Ban-tee adora morangos frescos, cremes doces e tudo o que pede em troca destas guloseimas é que a deixem vigiar o lar.

Brownie: de origem escocesa, tem um aspecto físico pouco feminino, sua pele  é escura e aparece sempre vestida de verde, azul ou castanho, com uma pequena capa sobre os ombros. Procura um ser humano que aceite os seus préstimos e dedica-se a ele para toda a vida. Mas para que isso aconteça a pessoa tem de ser humilde, simpática e meiga. É esta fada que pode afastar de casa todos os maus espíritos. Procura sempre uma casa quente, mas não admite a existência de gatos. Adora receber como presentes leite, mel e pequenos objetos feitos em madeira.
Gan-cahn-ock: de origem irlandesa tem os olhos rasgados e as orelhas bicudas. Distingue-se por ser muito pequena e por ter um sorriso maquiavélico. Tem umas asas minúsculas que podem aparecer e desaparecer e adora pregar sustos aos seres humanos, principalmente aos jovens. Gosta de estar em locais quentes, receber leite com açúcar e quando se dedica a um lar específico, protege-o de roubos e incêndios.

Tomtra: do sexo masculino, aparece sempre com uma capa verde e um fato castanho, cor de terra. É de origem finlandesa e adota uma casa onde permanece a tempo inteiro, mas para que isso aconteça tem de se sentir recompensada. Caso não existam contrapartidas, pode tornar-se vingativa, acabando com toda a boa sorte do lar. Deve receber doces, geléia e mel puro em pequenas tigelas de vidro.



As Fadas que Protegem Pessoas

Din-geth-ai-noon: irlandesa, está ao serviço da deusa Aine, que protege especialmente a mulher. Pode assumir as mais variadas formas. Dorme na floresta mais próxima da casa da mulher que protege. Para convidar para a sua casa terá de escrever o nome Aine à entrada da porta e pronunciar em voz baixa todas as manhãs (quando sai de casa) a palavra Dinnshenc.

Guwer-geth-ain-noon: vinda do País de Gales, belíssima, de cabelos compridos e loiros. Adora crianças e protege as mães. Tem quase o tamanho feminino e habita  grandes lagos. É bastante temperamental e facilmente se ofende. Só sabe contar até ao número cinco (o número mágico das fadas). É especialista em música e adora dançar, aproximando-se dos lares onde houve tocar piano ou harpa.

Twlwyth-tegs: também do País de Gales, protege pessoas de qualquer idade, sexo, raça ou cor. Vive em grupos e se desloca para verificar onde a sua presença está á fazer mais falta. Vive em ilhas com nevoeiro onde as tempestades sejam uma constante, pois é na água e na umidade que reencontra as suas energias. Adora jardins e de cuidar das flores, sente-se bem recebida quando lhe oferecem água fresca numa taça branca em sinal de amizade.

Mother Hole: de origem alemã, tem o aspecto de uma mulher idosa e respeitável, reconhece-se facilmente pelos longos cabelos negros e pelo vestido comprido verde-escuro. A sua função é avisar do bem e do mal que se aproxima. Trabalha de modo honesto, mas a recompensa que pede é bastante cara: ouro. Muitas vezes convida as pessoas a visitar a sua residência, no meio das searas, e ajuda-as no seu crescimento espiritual.


Urisks: embora sendo bastante feia, esta fada de origem escocesa é bastante amigável e procura a companhia do ser que deseja proteger ao longo da vida. É muito inteligente e psiquicamente desenvolvida, e encontra-se no meio dos bosques, onde tem a fama de assustar crianças, devido ao seu aspecto despenteado e à sua corcunda pouco estética. Para obter a sua amizade, é apenas necessário oferecer-lhe a sua amizade, visitando-a no bosque, chamando-a e dizendo que precisa do seu apoio. Urisks não pede presentes materiais para socorrer seja quem for.





As Fadas e a Música

As Fadas gostam de música suave e melodiosa, possuem instrumentos musicais com os quais acompanham suas canções, sendo os mais habituais, os de corda, como as harpas, os violinos, guitarras. Elas são aficionadas pela música e pela dança, que realizam principalmente na primavera, perto da meia noite, momento que se reúnem no cume das montanhas e dançam, às vezes freneticamente, quase toda a noite. Pelos famosos "anéis de fadas", é possível descobrir os mágicos enclaves onde tem lugar esses bailes e, possivelmente, a entrada de suas moradas. O baile sempre se realiza em círculo ou em corro, porém dando-se as costas. Esse dado é confirmado pelo testemunho já realizado por algumas pessoas, que afirmam que as fadas cantam e dançam de mãos dadas, mas sem se olharem de frente, mas sim com as costas voltadas para o interior do círculo. Os homens devem abster-se de participar de seus bailes, pois sua música e sua dança são de tal embriaguez que os seres humanos são atraídos e ficam a mercê de um feitiço mágico que lhes impele a unir-se a elas, e podem chegar a morrer de esgotamento sem dar-se conta, pois uma vez que começam não podem parar. O baile das fadas deve forçosamente terminar ao amanhecer, momento em que os primeiros raios de sol começam a despontar. Rapidamente se retiram aos seus belos palácios entre as rochas ou para o interior de uma fonte, cujas entradas cobrem as águas. Quando dançam, as fadas o fazem em torno de rosas que logo são espalhadas pelos caminhos.


Elfos
Os Elfos são criaturas da Mitologia Nórdica e Germânica, considerados a menor raça de deuses da fertilidade, descritos como homens e mulheres jovens de grande beleza vivendo em florestas, cavernas e fontes. Eles foram considerados como sendo de longa duração ou imortal e poderes mágicos. Vivem ocultos nas selvas e as florestas, protegendo estes ambientes da destruição pela mão do homem. Apenas os seres que vibram na nota harmônica do amor podem contatá-los. Apresentam-se em forma de uma árvore, uma pedra, um animal, uma planta e algumas vezes com aparência humana, que conversam, sorriem e brincam como nós. Às vezes, virtuosos e puros, outras impuros e com vícios, pois possuem muitas semelhanças ao homem.
São dóceis, bonitos e ágeis de tamanho médio com orelhas pontudas, costumam ser mais baixos e mais esguios que a maioria dos humanos e vivem mais de 1200 anos, gostam de apreciar a natureza e a vida. Sua alimentação é saudável e moderada, nunca comem demais. Eles bebem Hidromel e vinho. Além desse tipo mais comum de Elfos existem algumas variações raciais:
Elfos verdes: habitam as florestas e pântanos geralmente ordeiros, vivem em sociedades e são os defensores da natureza.
Elfos azuis: vivem próximos ao mar e grandes rios, possuem muito conhecimentos em magias voltadas ao Elemental  Água.
Elfos dourados: anciões, os que possuem maior conhecimento em magia.
Elfos Negros: renegados, os que usam o conhecimento e a magia para fins maléficos. Existem em pequena quantidade deles, vivem sempre longe de outros, geralmente são mais baixos que os outros Elfos. Possuem uma pele negra e cabelos prateados. Essa raça não gosta de luz. São encontrados principalmente na Floresta Negra de Helzalee, e raramente saem de seu refúgio.
Elfos Aquáticos:  habitam os oceanos, lagoas, baías, e outros lugares de água salgada. Suas peles podem ser de cores diferentes. Elas variam de um verde-cinza para um azul-pálido. Seus cabelos são verdes ou verde-água. Eles podem respirar dentro e fora d'água. Um Elfo aquático pode ficar fora d'água um número de dias igual a sua constituição.
Não precisa nem dizer que eles vivem em Reinos Submarinos nos mares de Arcádia.
Elfos Cinzas  -  são os mais nobres, utilizando a maior parte do tempo para aprimorar sua mente. Essa raça tem se escondido do mundo, só aparecendo para combater grandes maldades. São altos e esbeltos, possuem olhos castanhos ou violetas. Seu cabelo é prateado ou dourado. Eles preferem vestir roupas brancas, prateadas ou douradas. São raros e geralmente só são encontrados em Kradepia ou Acadme sempre estudando e desenvolvendo seu intelecto.
Elfos Silvestres - Eles têm pele escura e cabelo amarelo ou vermelho. Eles são mais selvagens do que os High Elves e tendem a usar a força em vez da inteligência. No entanto, eles não são agressivos, evitam confrontos, tem uma estreita relação com as criaturas da floresta.

Organização Social
A organização élfica varia dependendo de cada povoação que estão dispersas pelo mundo inteiro e vão desde pequenos assentamentos até grandes cidades. A estrutura social de cada povoado dependerá de diversas opções, normalmente são governados por um conselho de sábios, feiticeiros e militares ou algum regente. Os Elfos possuem uma variedade de ocupações que vão de guerreiros a agricultores e até construtores. Destacam-se ainda pelo grande conhecimento sobre artes.
Todas as cidades élficas são dotadas de grande beleza, pois são seres muito habilidosos em todas as tarefas que empreendem. Seus gostos são refletidos em suas obras e suas casas. Possuem interesses pela beleza da natureza, dança, canto e  jogo. Não fazem amigos com facilidade, pois são muito reservados. Procuram manter-se afastados dos humanos.
Os Elfos são temidos por outras raças, pois são excelentes guerreiros e caçadores. Acreditam que qualquer forasteiro é um inimigo em potencial, que poderá roubá-los e enganá-los. Entretanto, os ataques contra inimigos, raramente são sangrentos.
Exatamente igual às fadas, os Elfos desempenham um papel no equilíbrio, na saúde e no crescimento das plantas. Enquanto os gnomos cuidam da semente subterrânea, as fadas, do broto da planta fora do solo e os Elfos cuidam de que o sol a toque e do mecanismo da fotossíntese.
Os Elfos recebem os nomes de: "nis" na Alemanha, "nis-god-drange" na Dinamarca e Noruega, "tylwithes" na Inglaterra, "duende" na Espanha, "esprit follet" na França. Na Escócia se distinguem os "dun-elfen" (elfos das dunas), os  "berg-elfen" (elfos das colinas), os "munt-elfen" (elfos das montanhas), os "wudu-elfen" (elfos dos bosques) e os "woeter-elfen" (elfos das águas). Na Irlanda são conhecidos com o nome de "Daoine Side", os "habitantes das colinas das fadas", pois esses espíritos ocupam magníficos palácios subterrâneos dissimulados nos interior dos verdes montes das pradarias irlandesas.
Com o passar dos séculos, o povo dos Elfos e dos homens se afastaram progressivamente, evolucionando em universos separados e paralelos que só se encontram excepcionalmente. Espera-se que um dia, os Elfos saiam de seus esconderijos subterrâneos e estabeleçam uma nova aliança com os homens, no seio de uma natureza encantada.

Comunicando-se com os Elfos
Os Elfos não são seres que possam ser subjugados para se obter algo, pois sua natureza é bem diversa dos outros elementais. Eles são muito independentes e jamais alimentarão desejos humanos torpes e egoístas. Para entrar em contato com os Elfos, deve-se dirigir a lugares onde costumam habitar: bosques, dólmenes, templos abandonados, rios, lagos, lugares que não costumam ser visitados pelos seres humanos. Ao chegar ao local, sente-se no solo ou em uma pedra e os chame com amabilidade. Se for possível, deve-se recitar algum poema, ou cantar uma canção élfica. Pode-se também levar alguns presentes como doces, cervejas, etc. Não peça nada, apenas desfrute da mágica companhia dos Elfos. Se conseguir despertar atenção, já será uma grande vitória.






Animal Guardião I

Cada Elemento da Natureza tem seus Animais Guardiões, como estamos desenvolvendo a energia do Elemento Ar, vamos conhecer suas potencialidades.
Ritual para energizar seu Animal Guardião: Faça um círculo com os seguintes cristais: Topázio, Citrino, Âmbar, Pedra do Sol, Turquesa, Azurita, Sodalita. Na direção Leste coloque um copo com água corrente e acenda um incenso de flores, na direção Sul acenda uma vela amarela, na direção Norte coloque um papel com os decretos escritos a lápis. Na direção Oeste um copo com água. No centro do círculo coloque o símbolo do Animal Guardião que escolheu você (pode ser em desenho, metal nobre, empalhado, medalhas ou jóias). Leia em voz alta seus decretos, passe o incenso sobre o Animal, o batize com a água do copo e escolha um nome para chamá-lo, este nome deverá ser mantido em segredo. Quando concluir seu Ritual deixe a vela queimar e coloque seus resíduos, bem como as cinzas do incenso e a água do copo junto a natureza (relva, jardim, etc.) Guarde o símbolo do Animal Guardião dentro do círculo de pedras e quando necessitar de orientações repita o Ritual.
As criaturas que voam pelo infinito, são os mensageiros dos deuses, simbolizam os pensamentos, os ideais mais elevados, a comunicação, a valorização espiritual, a iluminação.  Seus atributos representam a liberdade, lançamento, criatividade, espiritualidade, imaginação, ideais elevados, conscientização.
Penas
O significado das penas depende dos povos e sua cultura. Seus símbolos são: liberdade, ascensão, comunicação, sabedoria celestial, rituais do solstício, virtudes, fé, verdade, liberdade, leveza, vôo, velocidade.
Águias
Águias nos falam da coragem de romper as barreiras de limitações e buscar recursos para a sobrevivência com a inteligência e não com o impulso, sempre observando o que lhe rodeia, buscando a liberdade mental.  Seus atributos são: oportunidade, proteção, masculinidade, domínio, comando, ação, autoridade, habilidade.
Beija-Flor
Conhecido por suas asas esvoaçantes, o movimento no padrão de um símbolo do infinito, solidificando ainda mais a sua simbologia da eternidade, da continuidade e do infinito, sempre buscando, de forma incansável.   O Beija-Flor nos mostra a necessidade de ser persistente na busca de nossos sonhos, é um mensageiro de esperança e júbilo. Seus atributos são: energia, vitalidade, alegria, renovação, sinceridade, cura, persistência, paz, infinito, agilidade, lealdade, afeto.

Borboleta
As borboletas e mariposas pertencem à ordem dos insetos conhecidos como Lepidoptera, uma palavra grega que significa "asa escalada”. Lepidoptera têm várias fases em seu ciclo de vida: em primeiro lugar de um ovo, em seguida, uma lagarta, seguido por uma pupa que amadurece em uma crisálida que, após um período de repouso, revela a borboleta. Seus símbolos são: renovação, renascimento, transição,  tempo,  ressurreição,  leveza.

Cardeais

Cardeais nos falam sobre a compaixão, esperança e amor. Seu vermelho brilhante nos fala do despertar do potencial intuitivo amoroso, pois o vermelho é uma placa de sinalização simbólica da paixão. Seus atributos são: autoconsciência, análise, fé, sentimentos.
Coruja
Corujas são arquétipos antigos da sabedoria na consciência coletiva. Seus atributos são: autoconhecimento, busca da essência e da verdade interior.
Corvos
Corvos nos falam de pensamentos de novos projetos e as ferramentas para realizá-los, nos trazem a coragem necessária para ultrapassar os obstáculos.
Falcão
O Falcão traz a sabedoria das decisões conflitantes, do rompimento de situações estagnadas, representa a visão interior, proteção. Seus atributos são: luz, poder, foco, liberdade, aspiração, intensidade.
Faisão
O Faisão fala de beleza, atração, sexualidade aguçada, libido forte. Seus atributos são: poder de persuasão, proteção familiar, criatividade, conscientização, aspirações, espiritualidade, equilíbrio, bom senso, autenticidade.
Gralha Azul
As gralhas azuis são criaturas falantes que utilizam uma ampla gama de vocalizações de expressar suas opiniões. Na verdade, suas habilidades de fala são tão avançadas, que eles são capazes de imitar outras aves e até seres humanos. Os que escolhem este animal tornam-se pessoas com muita loquacidade e possuem o dom da palavra. Seus atributos são: comunicação, determinação, assertividade, fidelidade, inteligência, vantagem, curiosidade, vibração, clareza, energia. No reino espiritual, a gralha azul fala da clareza de pensamentos elevados e da visão e da pureza da alma.
Melro
O pássaro é o símbolo da vida no céu (ideais mais elevados, maior o caminho do conhecimento) e a cor preta é símbolo do potencial puro.  O significado simbólico dos melros está eternamente ligado ao escuro das fases da lua, ou  a consciência noturna, compreensão lunar que requer um uso diferente dos sentidos, sentido que só pode ser utilizado quando a devoção de transformação é feita. Seus atributos: demanda nosso compromisso com a aprendizagem de sua sabedoria, e não revelam seu significado a menos que eles estão convencidos de que temos nos dedicado inteiramente ao caminho da compreensão (ambos os lados escuros e claros de) energia, a transição e a transformação, pensamentos superiores e ideais superiores, mistério, magia, segredos, percepções não-óbvias.
Pomba
A pomba tem fontes aparentemente inesgotáveis de sabor mais simbólico em toda a história, culturas e mitos considerados um símbolo da maternidade. A pomba é ainda associada a várias figuras históricas mãe pomba simbolismo, é  comumente visto na arte cristã, com Maria como um símbolo do cuidado, dedicação, pureza e paz.  Como um símbolo do amor a pomba transmite uma espécie de ascensão alma – a maior admiração pelo verdadeiro valor do amor incondicional. Seus atributos são: amor, promessa, devoção, divindade, santidade, sacrifício, materno, ascensão, purificação, mensageiro, esperança.
Pardais
Pardais incentivam a ter alegrias nas pequenas coisas da vida, valorizar os pensamentos desde o mais simples até os mais complexos. Seus atributos são: alargar nossos horizontes e não ter medo de aventuras para testar sua potencialidade.
Pavão
O Pavão é o animal que tem como símbolo principal a  integridade. Seus símbolos são: nobreza, santidade, proteção, vigilância, orientação, glória, visão, realeza, requinte, imortalidade, vitalidade, fé.
Pica-Pau
Pica-Pau é responsável pelo alerta à consciência, pelos pensamentos, palavras e atitudes, incentivo a novos projetos e novos caminhos na vida. Seus atributos são: equilíbrio, visão criativa, progresso, sinalização, atenção, discernimento, estabilidade.






O Elemento Ar e o Zodíaco
Na caminhada do desenvolvimento espiritual os elementos intervêm na natureza da pessoa, pois o elemento predominante no indivíduo condiciona em parte a sua forma de agir e de pensar. Envoltos no ar, os Signos de Gêmeos, Libra e Aquário, caminham sobre a Terra. Voamos nos aviões e nossas idéias também voam. Essa imagem do vôo é mais do que adequada para definir os nativos do Ar, que adoram viver no plano das idéias, principalmente as de cunho social. Os signos de Ar consideram que a razão é a melhor qualidade humana e, a imparcialidade e objetividade que ela aufere é o maior objetivo a ser alcançado, por pessoas lúcidas, independentes, autônomas e equilibradas.
Com muito custo aceitam as tempestades emocionais, a dependência e a cobrança alheia. O que mais almejam em um relacionamento é a comunicação franca e aberta, por isso conseguem dialogarem com pessoas muito diferentes de si mesmas. Ensinam aos outros como se desapegar, embora elas próprias não reconheçam os apegos que mantém, porque têm dificuldade em perceber ou aceitar os vínculos emocionais que criam com os outros. Há um signo de Ar que é mais teimoso na perseguição de seus ideais de vida a dois (Aquário), outro que tem jogo de cintura para adaptar-se às circunstâncias alheias e contemporizar (Gêmeos) e outro que está mais interessado em iniciar contatos sociais do que mantê-los (Libra).
De modo geral, os nativos deste Elemento necessitam do contato humano, espaço pessoal para ir e vir, autonomia para trabalhar como e quando quiserem e tempo suficiente para se reciclar quantas vezes acharem necessário. De todos eles, Libra é o mais romântico, Aquário mais liberal e Gêmeos o mais aberto para mudanças. Mas todos são suficientemente esclarecidos e querem sempre saber mais, aprender, de forma superficial ou não e trocar idéias. Quando se comprometem com alguém, é porque encontraram um canal de comunicação interessante.
São capazes de manter e cultivar relacionamentos de parcerias quando tudo está às claras, odeiam a deslealdade, principalmente a ética ou a intelectual, afastando-se sem piedade e desocupando a mente do assunto que os fez sofrer. Não são presos à sexualidade e à sensualidade, mas sabem ser elegantes e requintados na arte de amar e conviver. O lado animal do ser humano com toda a sua carga grotesca que às vezes irrompe, intimida e tira a espontaneidade dos nativos deste Elemento, que estão aí para ensinar a civilidade, os bons modos e a coexistência pacífica. Se decidirem abandonar uma relação, apenas Gêmeos pode voltar atrás, porque é o mais instável de todos os três signos de Ar. Libra terá feito o que foi possível ao seu alcance para manter a relação e Aquário terá usado de toda a sua compreensão e discernimento, embora fraqueje às vezes, pois não é muito seguro de sua importância como pessoa, sendo difícil para esse signo de anti-heróis aceitarem de bom grado os elogios.
Prezam bons ouvintes, ótimos amigos e companhias para os diversos programas culturais em que costumam afogar suas mágoas. Neste momento, os signos de Fogo entram com vários pontos à frente, pois animam e inflamam os ideais dos irmãos de Ar, nada exigindo em troca, a não ser a generosidade do momento presente. Já os signos de Terra podem  se sentirem fascinados por estes tipos livres e engraçados, mas temem a falta de chão que sentem ao seu lado, sabendo de antemão que não foram escolhidos por sua maestria, mas pela ocasião.
Mesmo assim, podem aprender a relaxar mais e se desapegar das coisas. Os signos de Água podem passar ao largo dos irmãos de Ar, a não ser que se sintam importantes e recebam calor humano em troca. Dois signos de Ar quando se encontram poderão ser felizes se ambos tiverem valores equilibrados, caso contrário,tudo se dissipa em pouco tempo, e não há clima para um romance.
Temperamento
Ar - Temperamento Sangüíneo
Elemento Úmido e Quente. Ativo (mais rápido), positivo, masculino, auto-expressivo, Yang, leve, neurotonal alternante. A característica principal do elemento Ar é o relacionamento, isto é, a atuação (Quente) com uma co-participação (Úmido). Inclui-se nele, ainda, a função mental, a atuação através da comparação. Atributos: inteligência, reflexão, estudo, ciência, invenção; sutileza, sinceridade. O elemento Ar estabelece relação entre os fatos, à ênfase reside no pensamento abstrato, teorias e idéias. A consciência aqui está direcionada para uma abordagem e assimilação mais lógica e objetiva dos acontecimentos observados e vivenciados. A vida emocional no elemento Ar é a área mais vulnerável, produz mobilidade, elasticidade de espírito, de caráter, impulsos vivos, impressionabilidade, intuição, gênio inventivo, reação viva, habilidade, sentimentos artísticos, liberalidade, sutileza, inquietação. Tendências positivas e naturais do temperamento ar quando em equilíbrio: cooperação, espírito gregário, inteligência, rapidez, objetividade, idéias balanceadas. Tendências negativas quando em desequilíbrio (caráter): superficialidade, hiper atividade, nervosismo, dispersão. Excesso de autoridade, diletantismo, irrealidade, pouco sentimento, desconhecimento do corpo e de suas necessidades básicas, fragilidade do sistema nervoso. Irreflexão e falta de cooperação, dificuldade em se ajustar ao novo. Problemas articulares e de expressão. O que é intelectual é tratado com desconfiança ou colocado em um pedestal.
Em Equilíbrio: Ar simboliza a capacidade mental ou sociabilidade. É a forma como você se comunica. O ar é leve e essencial ao movimento, quando estiver em equilíbrio, existe graça nos movimentos físicos, percepção equilibrada e boa comunicação com os outros, rege os sistemas respiratórios e nervosos.

Em Excesso: A superabundância de ar pode trazer inquietude, ânsia, distúrbios nervosos. A mente está sempre em ação e deve ser controlada e guiada. Você pode tender a mexer com todo o tipo de curiosidade sem chegar a muitos resultados. A mente pode fazer-lhe fugir da realidade, às vezes, levando-o (a) para um mundo de imaginação, outras para um senso de “realidade” totalmente fora de contato com o que é possível. Fisiologicamente, esse excesso poderá ocasionar sistema nervoso altamente ativado e extremamente sensível. Pele seca e áspera, unhas e cabelos quebradiços, rigidez nas juntas (como artrite), flatulência, asma e transtornos nervosos. Psicologicamente, o excesso de ar poderá tornar-nos desligados e impessoais. A pessoa pode apresentar excesso de autoridade, fora da realidade, ter dificuldade em expressar sentimentos, não conhecer seu corpo e suas necessidades básicas, ser desligada, ter o sistema nervoso frágil, ser sujeito à exaustão.
 Para Equilibrar: O ar seca a água no corpo e, assim, os tipos aéreos tendem a ser magros e requerem muita água e líquidos, bem como óleos em seu corpo para equilibrar a secura. Exercícios ao ar livre, como caminhar, nadar, são importantes. Mantenha uma dieta rica em grãos integrais (que são estabilizantes e contêm a maioria das vitaminas do Complexo B) e em vegetais folhados (que contêm bastante clorofila, o íon do magnésio), com suplementos de vitaminas e minerais como, o magnésio e o manganês. 
Use tons azuis e tons violeta para relaxar o sistema nervoso. Use cristais como a Turmalina azul, a Calcita verde, a Crisocola, e pedras como o Lápis-lazúli, a Safira e a Água marinha, que levam paz e equilíbrio ao sistema nervoso. Beba chás de ervas calmantes como a camomila, verbena, lúpulo e a valeriana. O Uso dos alimentos ricos em condimentos picantes, que promovem a circulação e a digestão.

Em falta: Pode ter problemas de articulação e de expressão. Indica também certo peso e tendência a levar tudo a sério.

Para Equilibrar: Essas pessoas nunca deveriam usar o ar condicionado, pois necessitam de ar circulante e fresco. O Ar tem a ver com olfato e audição, desta forma, é bom ter sons agradáveis ao seu redor através de boa música. Use as cores azul-celeste, coral (a cor das nuvens durante o nascer e o por do sol) e cinza, ou tê-las em sua decoração. Desenvolva o hábito de fazer exercícios respiratórios, trabalhe em grupo para aumentar sua habilidade de comunicação, tente dançar e se tornar cônscio do movimento através do espaço. Chás de ervas, tais como Aniz e Hortelã estimulam a tranqüilidade e atividade cerebral.